sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

Desfazer "negociata" da concessão de transportes não terá custos, diz António Costa

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou hoje que será possível desfazer a "negociata" da concessão dos transportes públicos de Lisboa e Porto sem custos porque os contratos não foram visados pelo Tribunal de Contas.

Lusa

Lusa

MIGUEL A. LOPES

"Felizmente, a cegueira e o radicalismo foi tanto, a trapalhada foi tanta, que o Tribunal de Contas não visou os contratos e hoje é possível desfazer essa negociata sem que isso custe dinheiro ao Estado nem implique indeminizações que o Estado teria de pagar", afirmou António Costa no parlamento, durante a apresentação do Programa do XXI Governo Constitucional.

O chefe do executivo falava em resposta ao líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, que tinha confrontado António Costa com a "onde de greves" anunciada pelos sindicatos do setor dos transportes, em Lisboa e no Porto, durante o mês de dezembro.

António Costa achou "absolutamente extraordinário" que o CDS tenha escolhido esses termos para se referir à questão, quando, acusou, de "forma intransigente, teimosa e por puro preconceito ideológico", o anterior governo recusou um entendimento com as autarquias e áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto para a gestão dos transportes públicos daquelas cidades.

"Essa teimosia assenta simplesmente num preconceito, o de que a gestão privada é melhor do que a pública, mesmo quando essa gestão privada é assegurada por um empresa pública espanhola a quem o governo entregou parte dos transportes públicos do Porto porque não confia nas autarquias locais", declarou o primeiro-ministro.

Lusa

  • Governo lança linha de crédito de 100 M€ para empresas situadas no interior

    País

    As políticas de valorização do interior, tema escolhido pelo primeiro-ministro, António Costa, abriram o debate quinzenal na Assembleia da República. O primeiro-ministro anunciou que o Governo vai lançar uma linha de crédito de 100 milhões de euros destinada exclusivamente a pequenas e microempresas empresas situadas no interior, a par da reprogramação do Portugal 20/20.

    Direto

  • Cachalote-pigmeu morreu pouco tempo depois de dar à costa em Lisboa
    1:13
  • PSD compara SNS a um "cenário de guerra", Centeno desdramatiza
    2:44

    Economia

    O ministro das Finanças esteve esta amanhã no Parlamento e voltou a não comprometer-se com aumentos salariais na função pública no próximo ano. Deu mesmo a entender que a medida não é prioritária. A discussão passou também pelo Serviço Nacional de Saúde. Centeno desdramatizou as carências mas o PSD comparou o que s passa a um cenário de guerra.