sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

"Só precisa de pedir confiança quem não tem confiança"

O líder parlamentar do PSD sugeriu hoje ao primeiro-ministro que apresentasse uma moção de confiança para demonstrar a estabilidade da sua solução governativa. António Costa respondeu que não precisa, pois o Governo do PS já se apresenta confiante.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

VEJA AQUI O DEBATE EM DIRETO

Durante o debate do Programa do XXI Governo, na Assembleia da República, o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, perguntou ao primeiro-ministro "por que não apresenta uma moção de confiança a este parlamento", argumentando que "não aprovar uma moção de rejeição, no contexto em que o seu Governo inicia funções, é diferente do que aprovar uma moção de confiança".

"Dou-lhe uma resposta que creio que é simples e clara: só precisa de pedir confiança quem não tem confiança", retorquiu o primeiro-ministro, aplaudido pelas bancadas da esquerda. "Senhor deputado, lamento desiludi-lo, este é um Governo que se apresenta na Assembleia da República confiante - e confiante, desde logo, no suporte parlamentar maioritário que lhe dá legitimidade para estar aqui", acrescentou António Costa.

PSD defende que moção de rejeição expressa vontade popular

Entretanto, Montenegro confirmou a apresentação de uma moção de rejeição, com o CDS-PP, contra um programa de Governo apresentado pelos "derrotados unidos".

"Este Governo socialista e este primeiro-ministro estão diminuídos na sua autoridade política e feridos de morte na sua legitimidade popular. O povo não escolheu o doutor António Costa para exercer as funções de primeiro-ministro, o povo não escolheu o programa do PS, e muito menos o programa do Bloco de Esquerda ou do PCP para serem a base da ação governativa", afirmou Luís Montenegro.

Referindo-se aos acordos políticos que o PS assinou com Bloco, PCP e "Os Verdes" para formar Governo, o líder parlamentar do PSD acrescentou: "Fizeram tudo isto um pouco às escondidas e não disseram antes das eleições o que congeminaram entre si sabe-se lá desde quando. Rejeitar este programa na Assembleia da República não é, portanto, mais do que expressar a genuína vontade popular manifestada pelos portugueses nas últimas eleições".

Com Lusa

  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.