sicnot

Perfil

Novo Governo

Novo Governo

Novo Governo

"Só precisa de pedir confiança quem não tem confiança"

O líder parlamentar do PSD sugeriu hoje ao primeiro-ministro que apresentasse uma moção de confiança para demonstrar a estabilidade da sua solução governativa. António Costa respondeu que não precisa, pois o Governo do PS já se apresenta confiante.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

VEJA AQUI O DEBATE EM DIRETO

Durante o debate do Programa do XXI Governo, na Assembleia da República, o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, perguntou ao primeiro-ministro "por que não apresenta uma moção de confiança a este parlamento", argumentando que "não aprovar uma moção de rejeição, no contexto em que o seu Governo inicia funções, é diferente do que aprovar uma moção de confiança".

"Dou-lhe uma resposta que creio que é simples e clara: só precisa de pedir confiança quem não tem confiança", retorquiu o primeiro-ministro, aplaudido pelas bancadas da esquerda. "Senhor deputado, lamento desiludi-lo, este é um Governo que se apresenta na Assembleia da República confiante - e confiante, desde logo, no suporte parlamentar maioritário que lhe dá legitimidade para estar aqui", acrescentou António Costa.

PSD defende que moção de rejeição expressa vontade popular

Entretanto, Montenegro confirmou a apresentação de uma moção de rejeição, com o CDS-PP, contra um programa de Governo apresentado pelos "derrotados unidos".

"Este Governo socialista e este primeiro-ministro estão diminuídos na sua autoridade política e feridos de morte na sua legitimidade popular. O povo não escolheu o doutor António Costa para exercer as funções de primeiro-ministro, o povo não escolheu o programa do PS, e muito menos o programa do Bloco de Esquerda ou do PCP para serem a base da ação governativa", afirmou Luís Montenegro.

Referindo-se aos acordos políticos que o PS assinou com Bloco, PCP e "Os Verdes" para formar Governo, o líder parlamentar do PSD acrescentou: "Fizeram tudo isto um pouco às escondidas e não disseram antes das eleições o que congeminaram entre si sabe-se lá desde quando. Rejeitar este programa na Assembleia da República não é, portanto, mais do que expressar a genuína vontade popular manifestada pelos portugueses nas últimas eleições".

Com Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.