sicnot

Perfil

Manoel de Oliveira

Urna de Manoel de Oliveira depositada no jazigo da família

Urna de Manoel de Oliveira depositada no jazigo da família

O pais despediu-se hoje de Manoel de Oliveira. As cerimónias fúnebres decorreram esta tarde no Porto. Um dos momentos marcantes foi a saída da urna da Igreja do Cristo Rei.

No exterior da igreja, estavam centenas de pessoas, muitos anónimos que quiseram transmitir à família esse pesar e condolências, mas também lembrar Manoel de Oliveira enquanto realizador, homem da cultura e das artes e enquanto pessoa. 

A acompanhar os mais próximos do realizador - a mulher, os filhos, netos e restantes familiares e amigos -, estiveram muitas figuras da vida pública e política nacional, como o Presidente da República e o primeiro-ministro, que fizeram questão de se deslocar ao Porto. 

Muitas flores e aplausos na partida do cortejo para o cemitério de Agramonte, onde o cineasta ocupa agora lugar no jazigo da família.
  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.