sicnot

Perfil

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Mário Soares 1924-2017

Multidão no Largo do Rato aplaudiu o antigo chefe de Estado

NUNO FOX

Uma multidão concentrou-se esta terça-feira no Largo do Rato, em Lisboa, em frente à sede do Partido Socialista, para aplaudir, com gritos "Soares é fixe", a passagem da urna do antigo Presidente da República Mário Soares.

O Largo do Rato foi o ponto do cortejo onde mais pessoas se concentraram para o "último adeus" a Mário Soares.

À passagem na sede nacional do Partido Socialista, muitas pessoas atiraram rosas para cima da urna.

Ao Largo do Rato, chegaram mesmo autocarros de vários pontos do país.

O cortejo foi recebido com palmas dos populares, que se intensificaram com a passagem da urna e dos veículos que transportavam a família de Mário Soares.

Além de "Soares é fixe", as pessoas gritaram também "PS, PS" com o punho cerrado no ar, "Soares, amigo, o povo está contigo".

Foi também ouvida a voz de Mário Soares, tirada de um discurso antigo, quando gritou "Viva o socialismo", ao que os presentes responderam: "Viva, viva".

Quando o cortejo deixou o Largo do Rato e seguiu em direção ao cemitério dos Prazeres, houve um momento de silêncio.

As pessoas começaram a chegar ao Largo do Rato por volta das 13:00, quando começou a cerimónia solene de homenagem ao antigo Presidente da República Mário Soares, nos claustros do Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

Quando a cerimónia solene começou eram cerca de meia centena aqueles que assistiam através do ecrã gigante colocado em frente ao edifício da sede do Partido Socialista e quando a cerimónia acabou, uma hora depois, já eram algumas centenas os populares, militantes e simpatizantes socialistas presentes para homenagear Mário Soares.

Os pontos altos da cerimónia solene foram a mensagem de vídeo do primeiro-ministro, António Costa, e a intervenção do presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, que foram aplaudidos no Largo do Rato.

Além de rosas amarelas, símbolo de saudade e amizade, muitos populares levaram também cravos vermelhos, rosas vermelhas, rosas brancas, a bandeira nacional e as bandeiras do Partido Socialista.

No local, estavam também vários deputados, autarcas e dirigentes socialistas, bem como o presidente Carlos César, a secretária-geral adjunta Ana Catarina Mendes, um dos fundadores do partido, Edmundo Pedro, os eurodeputados Ana Gomes e Francisco Assis, e a antiga presidente Maria de Belém.

Os populares aguardaram a passagem do cortejo fúnebre do antigo chefe de Estado Mário Soares, que chegou pelas 15:40, ao Largo do Rato.

Apesar de a urna já ter passado pelo Largo do Rato, mais de uma centena de pessoas permanecem ainda no local a assistir ao resto da cerimónia fúnebre, através do ecrã gigante.

Mário Soares morreu no sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa.

O Governo português decretou três dias de luto nacional, até quarta-feira.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52