sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Detido homem com armas e explosivos antes de desfile gay em Los Angeles

Um homem com um arsenal de armas e explosivos foi detido pela polícia perto de Los Angeles, algumas horas antes do desfile Gay Pride e após um massacre num clube noturno gay em Orlando, indicaram as autoridades.

© Enrique de la Osa / Reuters

"Um homem foi detido em Santa Monica", localidade costeira ao lado de Los Angeles, hoje de manhã, "na posse de armas e outros materiais perigosos", segundo um comunicado da polícia do condado de Los Angeles.

"Qualquer possível ligação do indivíduo com o desfile Gay Pride que se realiza em West Hollywood", outra localidade ligada a Los Angeles, o segundo maior nos Estados Unidos, "será alvo de investigação da polícia federal", o FBI, acrescenta o comunicado.

Uma porta-voz do FBI confirmou à agência de notícias francesa, AFP, que "está a investigar a partir de uma detenção", em colaboração com a polícia de Santa Monica.

Este departamento policial escusou-se a comentar o sucedido, mas uma fonte próxima do caso confirmou que está ligado a um veículo contendo "materiais explosivos".

A imprensa local noticiou que uma viatura com placa de matrícula do Indiana (norte dos Estados Unidos) foi encontrada pela polícia de Santa Monica na madrugada de hoje.

Ainda segundo a imprensa local, o suspeito terá dito à polícia que estava na cidade para o desfile Gay Pride, a parada anual de orgulho homossexual em que eram esperadas 400.000 pessoas antes do anúncio do massacre em Orlando, em que um atirador fez 50 mortos e 53 feridos num clube noturno gay antes de ser morto a tiro pela polícia.

De acordo com a estação televisiva CNN, foi um vizinho que alertou as autoridades.

A polícia do condado de Los Angeles disse estar "totalmente preparada" para responder a um ataque como o que ocorreu na Florida "se necessário" e que, para o fim de semana do desfile, o número de agentes nas ruas "foi reforçado".

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.