sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Líder muçulmano nos EUA condena ataque em discoteca de Orlando

O líder do Conselho das Relações Americo-Islâmicas, Nihad Awad, condenou no domingo o massacre numa discoteca de Orlando, Florida, considerando uma "aberração" os extremistas do grupo Estado Islâmico (EI).

"Este é um crime de ódio. Puro e simples. Nós condenamo-lo veementemente", disse o líder do Conselho das Relações Americo-Islâmicas, Nihad Awad

"Este é um crime de ódio. Puro e simples. Nós condenamo-lo veementemente", disse o líder do Conselho das Relações Americo-Islâmicas, Nihad Awad

Andrew Harnik


"Este é um crime de ódio. Puro e simples. Nós condenamo-lo veementemente", disse Awad, em conferência de imprensa.

"Isto viola os nossos princípios enquanto norte-americanos e muçulmanos. Vou ser claro: nós não toleramos qualquer tipo de extremismo", acrescentou.

O diretor executivo do Conselho das Relações Americo-Islâmicas (CAIR) apelou à unidade e instou os políticos a "não explorarem" o massacre em Orlando, que causou 50 mortos e dezenas de feridos.

Segundo as estações televisivas NBC e CNN, o autor do ataque jurou lealdade ao EI numa chamada telefónica feita para o número de emergências 911 pouco antes de abrir fogo sobre as pessoas que se encontravam na discoteca 'gay'.

Além dos 50 mortos, registaram-se também 53 feridos, de acordo com o mais recente balanço das autoridades.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC