sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

Massacre em Orlando

"Vou morrer", escreveu vítima do massacre de Orlando à mãe

Eddie Justice, 30 anos, enviou uma série de SMS à mãe, da casa de banho da discoteca Pulse, onde estava escondido, enquanto o atirador de Orlando disparava indiscriminadamente. "Vou morrer", escreveu o jovem minutos antes de ser assassinado.

A mãe de Eddie, Mina Justice, mostrou as últimas mensagens que trocou com o filho antes de morrer. Eddie estava na discoteca Pulse, em Orlando, onde aconteceu o massacre.

Mina estava a dormir quando recebeu o primeiro SMS. "Mãe amo-te" eram 2:06.
Logo a seguir Eddie escreve: "Na discoteca (que está a ser alvo) do tiroteio".

Mina tenta ligar para o filho mas não consegue. "Estás bem?", insiste por mensagem. "Estou preso na casa de banho". Chama a polícia". Às 2:08 Eddie escreve: "Vou morrer".

A mãe ligou para a polícia e continuou a trocar mensagem com o filho.
Às 02:39 os últimos SMS: "Chame a polícia mãe. Agora. Ele está a chegar. Eu vou morrer".

Dez minutos depois, às 2:49 Eddie escreve "Ele já está na casa de banho" Ele é um terrorista". De seguida a mãe perguntou se o atirador estava na casa de banho, foi quando recebeu o último SMS: "Sim".

Depois fez-se silêncio no telefone da mãe. O nome de Eddie Justice apareceu na lista das vítimas mortais do massacre de Orlando.

  • Avião da Qatar Airways aterrou na Base das Lajes devido a emergência médica

    País

    Três passageiros de um voo da companhia aérea Qatar Airways, que teve de aterrar este domingo na Terceira, nos Açores, foram assistidos no Hospital de Santo Espírito, naquela ilha. Fonte da Proteção Civil dos Açores disse que se tratou "de uma aterragem de emergência médica", depois de um passageiro se ter "sentido mal", após "alguma turbulência".

  • O último adeus a Fidel Castro
    1:59

    Fidel Castro 1926-2016

    O funeral de Fidel Castro realiza-se hoje em Santiago de Cuba, berço da revolução, numa cerimónia que encerra os nove dias de luto decretados após a morte do ex-Presidente a 25 de novembro, aos 90 anos.

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.