sicnot

Perfil

Massacre em Orlando

Obama diz que é preciso fazer mais para prevenir ataques terroristas

Obama diz que é preciso fazer mais para prevenir ataques terroristas

O presidente dos Estados Unidos diz que enquanto não houver mudanças no controlo de armas, vão continuar a acontecer ataques como os de Orlando. Depois de conversar com os familiares das vítimas, Obama reconheceu que é preciso fazer mais para evitar novos massacres.

  • Barack Obama homenageia vítimas do ataque em Orlando
    1:56

    Mundo

    O Presidente e o vice-presidente dos Estados Unidos foram hoje visitar o local do massacre, em Orlando e encontraram-se com alguns familiares das 49 vítimas mortas a tiro na discoteca. As mais altas figuras políticas dos Estados Unidos estão na Flórida para homenagear as vítimas do massacre do último sábado. O diretor da CIA diz que não foi encontrada qualquer ligação direta entre o atirador e os grupos terroristas estrangeiros.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.