sicnot

Perfil

Tragédia no Meco

Tragédia no Meco

Tragédia no Meco

Procurador avança com processo contra pais de vitimas na praia do Meco

15 de março de 2015: Cerimónia de inauguração da escultura em memória dos jovens falecidos na Praia do Meco, em dezembro de 2013.

ANT\303\223NIO COTRIM

Os pais dos seis jovens mortos na praia do Meco, há mais de três anos, foram notificados para serem ouvidos como arguidos num processo crime movido pelo procurador de Almada que arquivou o caso.

O magistrado do tribunal de Almada já tinha prometido processar os familiares das vitimas por criticas à investigação. Avançou com um processo crime por difamação agravada e denúncia caluniosa.

Os pais, que nunca se conformaram e que desde o início recusaram a tese de acidente, foram notificados no dia 15 de dezembro, precisamente três anos depois da morte dos filhos, para serem ouvidos este mês.

  • Pais dos jovens que morreram no Meco continuam sem respostas
    1:44

    País

    Os familiares dos seis estudantes que morreram no Meco recolheram os objetos dos filhos que estavam à guarda do tribunal. Dois anos e meio depois, os pais dizem que continuam sem respostas sobre o que aconteceu na noite em que os filhos morreram. Os pais dos seis jovens vão avançar com processos cíveis e com um processo para o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.

  • Mãe do jovem que morreu em praxe começa a ser julgada por difamação
    1:44

    País

    A mãe do jovem que morreu em 2001, depois de ter sido agredido numa praxe da tuna, começou a ser julgada. Maria de Fátima Macedo está acusada de quatro crimes de difamação, por palavras ditas à comunicação social, na altura da morte dos estudantes no Meco. A mulher arrisca a pena de cinco anos de cadeia ou uma multa. Olavo Almeida, que chegou a ser arguido no processo da morte de Diogo, apresentou queixa por difamação e pede agora uma indemnização de 120 mil euros à mãe de Diogo Macedo.

  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • "Não tenho que debater nada com Bruno de Carvalho, só tenho que fazer cumprir os estatutos" 
    10:43
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11