sicnot

Perfil

Orçamento do Estado 2016

Costa sereno com reunião extraordinária da UE

Costa sereno com reunião extraordinária da UE

António Costa está sereno em relação à decisão do Colégio de Comissários sobre o orçamento português. Em Berlim, o primeiro-ministro assegura que o Orçamento do Estado, para este ano, representa a viragem na página da austeridade. Costa sublinhou ainda que o tema não consta da agenda de trabalhos para o encontro que tem marcado com a chanceler alemã, Angela Merkel. Antes da visita à feira de manhã, António Costa reuniu-se com o ministro alemão dos Negócios Estrangeiros na embaixada portuguesa, um encontro à margem da agenda oficial, como nos conta o enviado da SIC, José Manuel Mestre.

O primeiro-ministro, António Costa, disse hoje estar sereno com a reunião extraordinária do colégio de comissários que irá tomar uma decisão sobre o esboço do Orçamento do Estado português para 2016.

"Estou sereno. Agora é aguardar", disse António Costa, que falava aos jornalistas à margem da feira da agricultura em Berlim, garantindo que o trabalho que o governo fez "está feito, agora é altura da Comissão e parlamento o apreciarem".

António Costa garantiu ainda que o orçamento foi aprovado "por unanimidade e aclamação".

O colégio de comissários reúne-se hoje extraordinariamente às 14:00 locais (13:00 de Lisboa), para tomar uma decisão sobre o esboço de OE2016 português.

No encontro, o colégio da 'Comissão Juncker' irá decidir se o projeto de plano orçamental português para 2016 acarreta "incumprimentos particularmente graves" do Pacto de Estabilidade e Crescimento, determinando assim se o Governo precisa ou não de apresentar um documento revisto.

Rodeado de produtores de fruta, legumes e flores portugueses, António Costa admitiu esperar que a reunião do executivo comunitário "dê frutos".

Na agenda do primeiro-ministro português segue-se um almoço de trabalho com a chanceler da República Federal da Alemanha, Angela Merkel, estando em cima da mesa assuntos europeus.

António Costa frisou aos jornalistas que o encontro se irá centrar na crise dos refugiados e ainda no referendo de permanência ou não do Reino Unido na União Europeia, o denominado "Brexit".

"Portugal tem o direito de ser solidário no esforço da vigilância das fronteias externas. Estamos dispostos a ajudar a Alemanha no esforço que há a enfrentar", adiantou.

Com Lusa

  • Governo acredita que Bruxelas vai aprovar Orçamento do Estado
    2:03

    Orçamento do Estado 2016

    Ainda sem o aval da Comissão Europeia, o Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a proposta final de Orçamento do Estado para este ano. O documento vai ser entregue esta sexta-feira no Parlamento e apresentado ao país pelo ministro das Finanças. Ao que a SIC apurou, o Governo espera, a qualquer momento, pela avaliação dos comissários europeus e está confiante de que Bruxelas vai deixar passar o primeiro orçamento de António Costa.

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC