sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

Cultura em Luta protesta em dia de votação do OE 2016

A plataforma Cultura em Luta está hoje em protesto, junto à Assembleia da República, em Lisboa, dia em que está prevista a votação na generalidade da proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2016.

(Lusa/ Arquivo)

(Lusa/ Arquivo)

TIAGO PETINGA

Em declarações à agência Lusa, Pedro Penilo, do grupo de coordenação da Plataforma Cultura em Luta, disse que, no que toca à cultura, "a ideia que fica é de uma oportunidade perdida, quando há um quadro político novo, que poderia permitir uma política para a cultura com horizonte e não há nada que aponte nesse sentido".

A plataforma Cultura em Luta, que reúne mais de 50 estruturas ligadas à cultura, apresenta hoje uma posição conjunta e alargada sobre o OE para 2016, num protesto junto às escadarias da Assembleia da República, em Lisboa, na altura em que os deputados vão votar o documento na generalidade, que antecede a apreciação da proposta, pelas diferentes comissões parlamentares, antes da votação final, agendada para 23 de março.

A plataforma defende que 1% do OE devia ser o "patamar mínimo" de investimento na cultura e que o ideal será ter 1% do Produto Interno Bruto aplicado ao setor.

Num documento conjunto, assinado em janeiro, a Cultura em Luta lamentava a existência há vários anos de uma "política de destruição do país, da cultura e das vidas das pessoas, que conduziu a uma situação de prolongada crise da actividade cultural e do tecido social que a dinamiza".

"Esta crise tem origem numa longa série de opções de sucessivos governos por uma política de desprezo pelo papel vital da cultura, no corpo da sociedade e da democracia", lê-se no documento.

Entre os subscritores deste documento estão a Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas, a Associação Portuguesa de Realizadores, a Federação Nacional dos Professores e o Sindicato dos Músicos, dos Profissionais do Espetáculo e do Audiovisual, o Teatro Praga e o Teatro Experimental do Porto.

Lusa

  • Papa no Chile em ambiente de contestação à Igreja Católica
    3:13

    Mundo

    O Papa pediu hoje perdão pelos crimes de pedofilia cometidos por membros da Igreja Católica no Chile, referindo que sentiu "dor e vergonha" diante do "dano irreparável" causado às crianças vítimas de abuso sexual. Francisco está a cumprir uma deslocação de três dias ao Chile, onde a contestação à visita e à Igreja se faz sentir. O Papa enfrenta um ambiente hostil na sexta viagem à América Latina, devido à denúncia de abusos sexuais na Igreja.

  • Reviravolta na Operação Fizz
    1:09

    País

    O juiz que vai julgar o chamado processo da Operação Fizz decidiu aceitar as denúncias de Orlando Figueira contra o presidente do Banco Atlântico e o advogado Daniel Proença de Carvalho. As acusações do principal arguido contra o banqueiro Carlos Silva e o advogado Proença de Carvalho podem trazer uma reviravolta ao processo.

  • Apoio psicológico fundamental em Vila Nova da Rainha
    2:19
  • Projeto Bairros Sem Cárie levou 300 pessoas do Seixal ao dentista
    3:08

    País

    Portugal tem dos piores indicadores de saúde oral da Europa e ir ao dentista é quase um luxo. Num país assim ganham ainda mais relevância iniciativas como o projeto Bairros Sem Cárie. 300 pessoas de bairros sociais do Seixal tiveram uma consulta de estomatologia gratuita.

  • Homem rompe a garganta ao tentar impedir espirro

    Mundo

    Impedir um espirro apertando o nariz pode causar sérias lesões. Foi o que aconteceu a um homem na Grã-Bretanha que teve de ser hospitalizado porque sofreu uma rutura na garganta ao apertar boca e nariz ao espirrar.