sicnot

Perfil

Orçamento do Estado 2017

PCP bate-se por propostas que entende justas

PCP bate-se por propostas que entende justas

O PCP reiterou hoje que continuará a bater-se pelas propostas que entende justas para o Orçamento do Estado para 2017.

"Temo-nos batido pelas propostas que entendemos que são justas. Não fazemos a discussão na base das linhas vermelhas ou numa lógica de aprovarmos umas medidas para ter outras garantidas", advogou João Oliveira, líder parlamentar comunista, em declarações aos jornalistas no final de um encontro com o Governo para apresentação das linhas gerais do OE2017.

O comunista reiterou a defesa do aumento real de todas as pensões, mas escusou-se a fazer uma ligação entre esse eventual aumento e o aval comunista a outras medidas do Orçamento, como a eventual gradualidade do fim da sobretaxa de IRS, numa lógica de "toma lá dá cá".

"A ideia de haver moedas de troca entre a sobretaxa e as pensões pode ser conveniente do ponto de vista do discurso mas julgo eu que não é séria. Não há um canal direto que se possa fazer entre uma e outra", vincou.

Nesse aspeto, o trabalho em especialidade é "uma oportunidade" que o PCP não recusará para melhorar eventuais medidas que a proposta de lei original do Orçamento não abranja, continuou o chefe da bancada do partido.

O PCP, representado por João Oliveira e pelo deputado Paulo Sá, foi recebido pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, e pelo secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, com o OE2017 como pano de fundo.

O Governo está hoje a reunir-se na Assembleia da República com os partidos que não integram o Governo, ao abrigo do estatuto da oposição, para lhes apresentar as linhas gerais do Orçamento do Estado do próximo ano.

As reuniões começaram às 11:00, com o PAN, seguindo-se, com intervalos de meia hora, o partido ecologista "Os Verdes", PCP, CDS, BE e PSD.

Pelas 13:00 estava o CDS-PP reunido com o Governo.

O Orçamento para 2017 deverá ser entregue na Assembleia da República na sexta-feira.

Com Lusa

  • Morreu o vocalista da banda Linkin Park

    Cultura

    Um dos vocalistas da banda de metal alternativo Linkin Park, Chester Bennington, morreu, em casa, numa cidade do condado de Los Angeles, aos 41 anos. Chester Bennington ter-se-á suicidado, de acordo com a plataforma TMZ. O músico juntou-se aos Linkin Park em 1999, três anos após a formação da banda, que editou o seu álbum de estreia, "Hybrid Theory", em 2000. O disco, do qual fazem parte temas como "In the End", "Crawling" e "One Step Closer", vendeu dez milhões de cópias só nos Estados Unidos.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.