sicnot

Perfil

Orçamento do Estado 2017

Justiça com menos 3,9% da despesa total consolidada

AP

A justiça terá uma despesa total consolidada de 1.313,3 milhões de euros, registando uma redução de 3,9 por cento face ao orçamento ajustado para 2016, conforme a proposta de Orçamento do Estado para 2017.

Para este decréscimo contribui, em grande medida, o facto de o Ministério da Justiça deixar este ano de receber, pela primeira vez, as verbas que estavam destinadas ao Conselho Superior da Magistratura (CSM) estimadas em 145 milhões de euros.

Tendo em conta que a verba afeta ao CSM deixa de estar inscrita no orçamento do Ministério da Justiça, este acaba por receber este ano mais 92 milhões de euros.

Em 2016, a despesa total consolidada do orçamento ajustado foi 1.366,2 milhões de euros.

A proposta do Governo refere que a despesa afeta a projetos terá um aumento de 91,8% (11,2 milhões de euros) e deve-se essencialmente aos projetos "Tribunal +" e Sistema Integrado de Gestão da Administração Judiciária (SIGAJ), da responsabilidade da Direção-Geral da administração da Justiça.

De realçar também os projetos de remodelação e conservações dos estabelecimentos prisionais e modernização dos sistemas de informação, comunicação e tecnologias de segurança, da responsabilidade da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais e do fundo para a Segurança Interna da Polícia Judiciária.

O Governo apresentou hoje a proposta de Orçamento do Estado de 2017 que prevê um crescimento económico de 1,5%, um défice de 1,6% do PIB, uma inflação de 1,5% e uma taxa de desemprego de 10,3%.

Para este ano, o executivo liderado por António Costa piorou as estimativas, esperando agora um crescimento económico de 1,2% e um défice orçamental de 2,4% do PIB.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.