sicnot

Perfil

Óscares 2016

Óscares 2016

Óscares 2016

Se o Óscar for para DiCaprio, centro comercial no Brasil oferece filme, pipocas e bebida

Se Leonardo DiCaprio vencer o Óscar de melhor ator no próximo dia 28, um centro comercial no Brasil vai oferecer 135 bilhetes para o filme "The Revenant: O Renascido". Como se não fosse suficiente, há o bónus das pipocas e do refrigerante.

PAUL BUCK

Segundo a Globo, no Brasil há quem esteja a torcer ainda mais para que Leornardo DiCaprio seja o vencedor do Óscar de Melhor Ator. A situação acontece porque um centro comercial, no estado de Espiríto Santo, no Brasil, decidiu oferecer o filme, as pipocas e o refrigerante caso a vitória de DiCaprio se confirme no próximo domingo, dia 28.

A sessão será limitada a 135 pessoas, e vai acontecer no dia a seguir à cerimónia, às 21:40 da hora local.

Para participar, basta inscrever-se pessoalmente no cinema em questão. Os interessados devem apresentar um documento com fotografia e os bilhetes estarão disponíveis até as 20h30 do próprio dia, ou até que se esgotem os lugares disponíveis.

Com a indicação por "The Revenant: O Renascido", Dicaprio conta já com seis, mas nunca saiu vencedor. Em 1994 foi nomeado na categoria de melhor ator secundário, por "Gilbert Grape"; em 2005, por "O aviador"; em 2007, por "Diamante de Sangue"; e em 2014 pelo "O Lobo de Wall Street".

"The Revenant: O Renascido" é um dos grandes favoritos da 88ª edição da cerimónia.

  • Eu sou o Leonardo DiCaprio russo

    Cultura

    Roman Burtsev tem 33 anos e podia ser um russo como tantos outros. Não fosse o facto de ter semelhanças com o ator norte-americano Leonardo DiCaprio. E a parecença já lhe valeu estar num programa de televisão.

  • DiCaprio e Brie Larson vencem prémios do Sindicato de Atores dos EUA
    2:45

    Cultura

    "O Caso Spotlight", baseado na investigação jornalística sobre abusos sexuais a menores na igreja católica, foi hoje premiado como melhor filme do ano pelo Sindicato de Atores dos Estados Unidos, em Los Angeles. Leonardo DiCaprio ("The Revenant - O Renascido") e Brie Larson ("Room - O quarto de Jack") conquistaram os prémios de melhor ator e melhor atriz.

  • DiCaprio homenageado em Davos mas não evita discurso incómodo
    1:58

    Mundo

    Leonardo DiCaprio foi homenageado pela luta contra o aquecimento global e as alterações climáticas. A distinção é do Forum Económico Mundial e foi entregue antes da reunião deste organismo. Junta várias personalidades incluindo líderes políticos, que ouviram um discurso incómodo.

  • Passos começou a fazer oposição

    Bernardo Ferrão

    É inegável a habilidade política de António Costa mas no caso da TSU e do acordo de Concertação Social só cai quem quer. A verdade dos factos é que o primeiro-ministro fechou um acordo sabendo que não o podia cumprir. E agora tenta desviar-nos o olhar para o PSD, como se fosse ele o culpado, quando o problema está na geringonça. Antes de atacar Passos, Costa devia resolver os problemas em casa com o PCP e BE.

    Bernardo Ferrão

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.