sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Juan Pedro Damiani demite-se da FIFA após ser citado nos Panama Papers

O uruguaio Juan Pedro Damiani, citado no escândalo dos "Papéis do Panamá", demitiu-se hoje do Comité de Ética da FIFA, segundo um comunicado do organismo que tutela o futebol mundial.

IVAN FRANCO

O dirigente estava já sob inquérito interno, iniciado na segunda-feira, logo após o seu nome aparecer referenciado em documentos relacionados com a 'offshore' Mossack Fonseca, do Panamá.

A nota da FIFA apenas refere a demissão de Damiani, conhecido como um 'cruzado' contra a corrupção no futebol sul-americano enquanto membro daquele comité, sendo também presidente do Peñarol, um dos mais prestigiados clubes do uruguai.

Juan Pedro Damiani, de 58 anos, já estava visado nos Estados Unidos, por estar ligado a negócios com um antigo vice-presidente da FIFA, acusado de corrupção pela justiça norte-americana.

Os "Papéis do Panamá" revelam que a sociedade de advogados de Damiani atuou como intermediária na constituição de uma empresa ligada a Eugenio Figueiredo, antigo líder da Confederação Sul-americana de Futebol (CONMEBOL), e a dois outros homens acusados no âmbito do escândalo de subornos na FIFA.

Segundo o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ), que coordenou todo o noticiário conhecido como "Papéis do Panamá", Damiani tratou de processos de sete companhias relacionadas com Figueiredo e instaladas no referido 'paraíso fiscal'.

Os mesmos documentos mostram que a sua sociedade de advogados também serviu uma empresa no Nevada (Estados Unidos) ligada a dois outros suspeitos do caso FIFA, o empresário Hugo Jinkis e o seu filho Mariano, também eles sob a 'mira' da justiça norte-americana, pelo suposto pagamento de dezenas de milhões de dólares de suborno pela obtenção de direitos de televisão na América do Sul.

"Os registos não revelam conduta ilegal de Damiani ou da sua firma, mas levantam novas questões sobre o próprio e a FIFA", diz o ICIJ.

Lusa

  • Relações perigosas entre agentes secretos e Mossack Fonseca

    Panama Papers

    O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação divulgou este domingo o resultado de uma investigação que dá conta de um escândalo de corrupção à escala mundial. Os "Panama Papers" revelam nomes de mais de 100 políticos, incluindo vários líderes no ativo, e dezenas de figuras públicas que estão alegamente envolvidas. A pesquisa jornalítica, na qual participa também o semanário Expresso, tem vindo nos últimos dias a dar mais informações sobre as ligações perigosas entre a empresa Mossack Fonseca, do Panamá, e diversas personalidades e empresas. Funcionários da CIA e outros agentes secretos, nem todos com nomes reais, surgem também implicados neste caso.

  • Marcar cedo e resistir (ou como Portugal venceu Marrocos)

    Mundial 2018 / Portugal

    A seleção nacional alcançou hoje a primeira vitória no Mundial 2018, frente a Marrocos, em Moscovo. Cristiano Ronaldo (outra vez) marcou logo aos quatro minutos. Depois, Portugal pouco mais fez senão aguentar as investidas dos marroquinos, que ficam desde já afastados dos oitavos de final.

  • Fernando Santos dá um puxão de orelhas à equipa
    1:57
  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • Ronaldo, o motivador
    3:23
  • Os "memes" do desempenho de Cristiano Ronaldo frente a Marrocos
    1:25
  • Cristiano Ronaldo: o melhor do jogo, o melhor do Mundial, o melhor do mundo

    Mundial 2018 / Portugal

    Apesar da prestação de Rui Patrício na defesa da baliza lusa, Cristiano Ronaldo foi eleito o homem do jogo, pela segunda vez consecutiva, depois de marcar o golo que deu a vitória a Portugal frente a Marrocos. O capitão português ofereceu à equipa os três pontos essenciais para a eventual passagem aos oitavos de final. Mas Ronaldo não fica por aqui. Contas feitas, CR7 é o melhor marcador do Mundial (4 golos em 2 jogos) e já marcou 85 golos por Portugal, feito nunca antes alcançado nem por Eusébio nem por Pauleta. No auge dos 33 anos, há quem diga que Ronaldo "é como o vinho do Porto". Será que ainda vai chegar à marca dos 100? Parece que, para o CR7, nada é impossível.

  • Parecia que Rui Patrício tinha cola nas luvas
    5:40
  • Os momentos descontraídos dos jogadores que estão no Mundial
    1:54
  • Selecionador de Marrocos queixa-se da arbitragem
    1:41
  • Georgina Rodriguez assistiu ao jogo de Portugal e acenou a Ronaldo
    1:05
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49