sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Sampaio da Nóvoa diz que instituições públicas "estão perto do limite"

O candidato presidencial António Sampaio da Nóvoa assinalou esta segunda-feira, após uma visita ao Instituto Português de Oncologia (IPO), que as instituições públicas "resistiram bem" à crise dos últimos anos mas agora estão perto do limite.

Sampaio da Nóvoa assinalou ainda que "é em torno da constituição de equipas motivadas, com possibilidade de terem carreiras dedicadas ao serviço público, que se estruturam estes serviços", com prejuízo de os "profissionais emigrarem para o estrangeiro".

Sampaio da Nóvoa assinalou ainda que "é em torno da constituição de equipas motivadas, com possibilidade de terem carreiras dedicadas ao serviço público, que se estruturam estes serviços", com prejuízo de os "profissionais emigrarem para o estrangeiro".

Paulo Cunha / Lusa

"Percebemos que as instituições públicas resistiram bem a uma situação de grande crise mas temos todos a noção que estamos no limite dos limites", assinalou o candidato à agência Lusa no final de uma visita ao IPO, em Lisboa, acrescentando que esta resistência se deveu em grande parte à "dedicação dos profissionais" e a uma "gestão mais cuidadosa e mais rigorosa".

Para Nóvoa, "se não houver políticas públicas adequadas" as instituições podem "estar à beira do colapso", sendo necessário "inverter as políticas públicas" de financiamento, sustentabilidade, autonomia e valorização dos profissionais.

Os principais problemas que o candidato a Belém identificou ao longo das reuniões que tem tido com diversas instituições foram os cortes no financiamento ou dificuldades das organizações em adquirir autonomia de gestão, que considerou "transversais ao conjunto dos serviços públicos".

"Um elemento central como cultura de serviço público" é, na sua opinião, "a valorização dos profissionais", acrescentando que "muitas vezes as pessoas confundem isso com um certo corporativismo".

Sampaio da Nóvoa assinalou ainda que "é em torno da constituição de equipas motivadas, com possibilidade de terem carreiras dedicadas ao serviço público, que se estruturam estes serviços", com prejuízo de os "profissionais emigrarem para o estrangeiro".

Em relação à visita ao IPO e à reunião que manteve com o Conselho de Administração deste hospital, Nóvoa afirmou que é "uma instituição onde há uma cultura muito forte de serviço público", tendo considerado que "as questões da saúde são centrais".

Durante a reunião com o Conselho de Administração do IPO, o candidato ouviu as principais dificuldades que o hospital atravessou, tendo o presidente deste órgão, Francisco Ramos, salientado o défice de profissionais derivado dos cortes orçamentais dos últimos quatro anos.

O objetivo daqui para a frente, afirmou Francisco Ramos, será "reverter a tendência de diminuição dos recursos humanos", embora este ano "não seja possível continuar a redução de custos, maioritariamente devido a despesas com medicamentos".

A visita da comitiva do candidato ao IPO foi acompanhada pela antiga ministra da Saúde Ana Jorge, tendo manifestado o seu apoio a Sampaio da Nóvoa na corrida a Belém.

"Penso que é uma pessoa de reconhecido perfil de independência, de humanista, de uma pessoa que deu provas enquanto reitor", assinalou a socialista Ana Jorge.

A antiga ministra considerou também que o facto de Sampaio da Nóvoa não estar "ligado a nenhum setor partidário será neste momento, no momento que vive o país, excelente para poder reunir à volta dele diferentes convergências e no fundo tentar defender Portugal, tornando-o mais cidadão, mais próximo das pessoas".

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.