sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Marcelo espera que Portugal tenha orçamento antes de março de 2016

O candidato presidencial Marcelo Rebelo de Sousa disse hoje, em Paris, que não se pode esperar "meses e meses" para ter o orçamento para 2016 e espera que Portugal tenha orçamento antes da tomada de posse do novo presidente.

EDUARDO COSTA

"Nós não podemos esperar meses e meses e meses para ter o orçamento para 2016. Espero que o Orçamento do Estado esteja aprovado e tenha entrado em vigor no momento da posse do novo Presidente que é no dia 09 de março. O país deve contar com um orçamento antes de março de 2016 e mesmo assim estamos a falar de três meses praticamente sem orçamento", declarou o candidato presidencial.

Questionado sobre se Cavaco Silva deve usar o poder de vetar leis no final deste mandato, Marcelo Rebelo de Sousa disse ter "a certeza que neste espaço de tempo que resta até ao fim do mandato do senhor Presidente da República não haverá nenhuma medida que seja necessária, para bem de Portugal para a saída da crise, que levante problemas no relacionamento entre o Governo, o parlamento e o Presidente".

"Acho que se virou uma página. Os portugueses desejam que o governo governe, apresente rapidamente o orçamento, comece a tomar medidas (...). E espero também que daqui por poucas semanas seja eleito o novo Presidente da República. Isto é, o que é preciso é que medidas importantes para que Portugal saia da crise - medidas económicas, financeiras, sociais - sejam adotadas pelo parlamento e pelo Governo. Isso é mais importante do que propriamente uma questão de conflito institucional", declarou.

O candidato a Belém não confirmou se o ex-líder da JSD Pedro Duarte vai ser o seu diretor de campanha, como avançou hoje o Diário de Notícias.

Marcelo Rebelo de Sousa está este fim de semana em Paris, onde prestou, no final da manhã, homenagem às vítimas dos atentados de 13 de novembro, tendo colocado uma coroa de flores em frente ao Bataclan, rodeado de vários empresários da comunidade portuguesa em França, do novo cônsul de Portugal em Paris, António Albuquerque Moniz, e do deputado PSD eleito pela emigração Carlos Gonçalves.

Esta noite, o candidato presidencial participa no jantar de aniversário da empresa Lusopress, um evento em que Jorge Palma vai cantar e em que vai ser lançado o livro "Dez Nomes, Dez Histórias" sobre histórias de sucesso de emigrantes portugueses. Este domingo, Marcelo Rebelo de Sousa assiste a uma missa, em português, no Santuário de Nossa Senhora de Fátima Maria Medianeira.

Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Violência volta às favelas do Rio de Janeiro
    3:21

    Mundo

    As favelas do Rio de Janeiro voltaram aos níveis de violência dos anos 90. A cidade de Deus foi uma das favelas pacificadas que voltou a registar tiroteios diariamente, os moradores falam de situações de trauma e do medo das crianças.

  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Cão corre os EUA a entregar águas aos árbitros em jogos de basebol
    0:20