sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Primeiro debate entre todos os candidatos à Presidência realiza-se hoje

O primeiro debate com os dez candidatos às presidenciais de 24 de janeiro realiza-se hoje, na rádio, enquanto decorrem, desde o dia 01, os frente a frente nas televisões entre dois concorrente de cada vez.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

O primeiro debate com todos os candidatos está agendado para cerca das 10:10, terá uma duração de quase duas horas, transmissão na Antena 1, e estará disponível em 'streaming' no 'site' daquela estação de rádio e no portal da RTP.

Concorrem às presidenciais Henrique Neto, António Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva (conhecido por Tino de Rans), Marisa Matias, Maria de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Morais.

É a primeira vez na história da democracia que foram admitidas pelo Tribunal Constitucional dez candidaturas. Até agora, tinha havido, no máximo, seis candidaturas a eleições presidenciais, em 1980, em 2006 e em 2011.

Desde sexta-feira, 01 de janeiro, que estão a realizar-se vários frente a frente entre dois candidatos nos vários canais televisivos, os quais vão prosseguir até ao dia 09.

A exceção foi o debate entre os candidatos Marcelo Rebelo de Sousa, Cândido Ferreira, Jorge Sequeira e Vitorino Silva, que se realizou na noite do dia 01, na TVI, e em que Cândido Ferreira se limitou a ler uma declaração de discordância, por não ter sido convidado para os frente a frente, abandonando os estúdios em direto.

Lusa

  • 10 Minutos com Ana Catarina Mendes
    10:28

    10 Minutos

    A secretária geral adjunta do PS diz que não percebe porque é que o PSD levou tanto tempo a escolher o candidato à Câmara de Lisboa. Em entrevista no 10 Minutos da SIC Noticias, Ana Catarina Mendes considerou ainda que Pedro Passos Coelho não tem estado à altura de um líder da oposição. Quanto às legislativas, entende que o PS deve concorrer sozinho às eleições.

    Entrevista na íntegra

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.