sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Jorge Sequeira lamenta saída do país de "muitos jovens talentosos"

O candidato presidencial Jorge Sequeira lamentou hoje, no Porto, que muitos jovens talentosos tenham de sair do país para encontrar emprego porque "não lhes dão oportunidades" em Portugal.

HUGO DELGADO

O professor universitário afirmou que a emigração jovem lhe "rasga a alma e choca" porque Portugal tem "imensos miúdos com talento, iniciativa e conhecimentos" a quem a sociedade "não dá possibilidades de serem felizes".

Para um jovem arranjar emprego tem de se "inscrever numa jota [juventude partidária] qualquer", lastimou.

"Quem for de uma jota tem muita facilidade neste país em ter emprego", sustentou Jorge Sequeira.

Durante uma visita a um baile no Orfeão do Porto, Jorge Sequeira, que dançou e distribuiu beijos entre os presentes, aproveitou o "embalo" para dizer que um Presidente da República tem de ter "jogo de cintura, flexibilidade e agilidade".

E citando uma frase de Charles Darwin, um naturalista britânico, Jorge Sequeira disse ser importante as pessoas adaptarem-se porque "não sobrevivem os mais fortes ou mais inteligentes, mas os que se adaptam".

Questionado pelos jornalistas sobre a primeira semana de campanha eleitoral, o psicólogo fez um balanço "extremamente positivo".

"Está a ser excecional, estou absolutamente satisfeito para os recursos que tenho e para uma candidatura que não aparecia, à partida, nos cromos, estou mesmo feliz", afirmou.

Jorge Sequeira revelou que recebe diariamente "dezenas de `e-mails´ e mensagens de força e coragem", algo que não esperava porque não imaginava que viria a ser candidato à Presidência da República.

As eleições para eleger o Presidente da República realizam-se a 24 de janeiro.

Marcelo Rebelo de Sousa, Maria de Belém Roseira, Sampaio da Nóvoa, Edgar Silva, Marisa Matias, Vitorino Silva (conhecido por Tino de Rans), Henrique Neto, Cândido Ferreira, Paulo de Morais e Jorge Sequeira são os candidatos a Belém.

Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.