sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Vasco Cordeiro declara apoio a Sampaio da Nóvoa

O presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro, declarou hoje apoio ao candidato presidencial Sampaio da Nóvoa, considerando que o ex-reitor se distingue, "com mérito, dos demais candidatos".

Lusa

Num artigo de opinião publicado na imprensa regional, em que assina apenas como Vasco Cordeiro, o líder do PS/Açores explica as razões do seu voto em António Sampaio da Nóvoa, referindo que, em primeiro lugar, "está aquela que se prende com a sua visão do que deve ser e do que deve fazer o Presidente da República".

Para o socialista, está "mais do que na hora" de se abrirem "novos horizontes" e de ter "uma ambição arejada quanto àquilo a que se propõe o Presidente da República".

"Em minha opinião, também por isso, Sampaio da Nóvoa distingue-se, com mérito, dos demais candidatos presidenciais", escreve Vasco Cordeiro, argumentando que o candidato "dá conteúdo atualizado e vivo, por exemplo, a funções como representar a República Portuguesa" e garantir a independência nacional ou o regular funcionamento das instituições democráticas.

Vasco Cordeiro, que também é presidente do Governo Regional dos Açores, afirma que vota no antigo reitor "também por causa do debate que se gerou à volta da sua condição de independente".

"Por um lado, como cidadão que está político, acho que a forma serena e inteligente como Sampaio da Nóvoa conciliou essa sua condição com a entrada no mundo da política fez mais pela aproximação dessas duas dimensões do que muita conversa fiada que ouvimos a esse propósito", refere.

Para o líder do PS/Açores, "sem messianismos, nem maniqueísmos, sem cruzadas vingadoras, nem tentações purificadoras, Sampaio da Nóvoa assumiu a sua condição de cidadão que reclama, e bem, o direito de também participar, ao nível de um cargo eletivo, na vida do seu país".

"Por outro lado, também como cidadão que está político, não posso aceitar, nem posso pactuar, com a visão que alguns, de diferentes quadrantes, pretenderam alimentar de que a política não é para todos e que a eleição do Presidente da República, mais do que uma eleição, é uma espécie de promoção", salienta.

Vasco Cordeiro acrescenta que uma outra razão por que a sua preferência no domingo recai em Sampaio da Nóvoa é por entender que "ele será, como Presidente da República, o melhor para os Açores", apontando o conhecimento que o candidato tem da região e, sobretudo, o entendimento que "demonstra ter e querer defender de que o país não só não começa e nem acaba em Lisboa, como tem muito a ganhar com a valorização da sua dimensão atlântica".

Acresce o conhecimento que Sampaio da Nóvoa tem da autonomia e "o entendimento de que o seu aprofundamento é dinâmico e deve ser consensualizado", fatores que o tornam "no candidato que melhor constitui uma garantia de reforço da coesão nacional, de respeito pelas autonomias regionais e de potenciador da afirmação dos Açores no mundo".

Lusa

  • Quando se confunde o pedal do travão com o acelerador
    0:38

    Mundo

    Na China, chegam imagens de um acidente fora do normal. Um homem parou o carro e saiu para cumprimentar um amigo. Enquanto conversavam, a viatura começou a descair lentamente. O condutor correu de imediato para o carro. Com as mãos já no volante, tentou evitar o pior mas em vez de carregar no travão, carregou no acelerador.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.