sicnot

Perfil

Prince 1958-2016

Prince 1958-2016

Prince 1958-2016

Casa e estúdio de Prince abrem ao público em outubro

A casa e estúdio do músico norte-americano Prince, conhecidos como Paisley Park, em Chanhassen, Minesota (EUA), abrirão ao público a 06 de outubro, revelou a Bremer Trust, entidade que gere o património do artista.

Prince morreu a 21 de abril, aos 57 anos, em consequência de uma 'overdose' de analgésicos opióides, tendo sido encontrado sem vida em Paisley Park, a propriedade que integra a casa e estúdio de gravação que construiu e que acolherá agora visitas guiadas para o público.

"Abrir Paisley Park [ao público] era uma coisa que Prince sempre quis fazer e estava a trabalhar ativamente nisso. Apenas algumas centenas de pessoas tiveram a rara oportunidade de visitarem a propriedade enquanto ele foi vivo", afirma a irmã do músico, Tyka Nelson, citada num comunicado da Bremer Trust.

As visitas guiadas, que durarão 70 minutos, incluirão passagem pelos espaços onde Prince gravava os telediscos, onde ensaiava e dava concertos privados. Os bilhetes serão colocados à venda na sexta-feira.

Paisley Park transformar-se-á assim numa espécie de museu, já que poderão ainda ser vistos centenas de objetos dos arquivos pessoais do músico, como instrumentos, prémios e vestuário.

Esta abertura de Paisley Park ao público é feita pela Bremer Trust com a empresa PP Management, que pertence ao grupo empresarial que gere Graceland, a propriedade que pertenceu a Elvis Presley e que já foi visitada por mais de 20 milhões de pessoas.

Lusa

  • Droga encontrada na casa de Prince
    1:24

    Prince 1958-2016

    A investigação à morte de Prince ainda não está fechada. Na casa do cantor, foram encontradas dezenas de comprimidos, que contêm uma substância 50 vezes mais poderosa que a heroína. Os resultados da autópsia revelaram que o músico de 57 anos murreu devido a uma overdose.

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52