sicnot

Perfil

Rio 2016

Putin não vai estar na abertura dos Jogos Olímpicos

© Lehtikuva Lehtikuva / Reuters

O presidente russo, Vladimir Putin, estará ausente da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, apesar do COI manter em aberto a participação de atletas russos, informou hoje o Kremlin.

"Não, nos planos do presidente não está essa viagem. Tem outra agenda de trabalho", revelou o porta-voz do Kremlin à imprensa local, a pouco menos de duas semanas do início do Rio 2016, a 5 de agosto.

Uma informação que não afasta a possibilidade de Vladimir Putin viajar para o Brasil a meio dos Jogos, com o objetivo de animar os desportistas russos, cuja equipa de atletismo foi proibida de participar pela Associação das Federações internacionais de atletismo (IAAF).

Em causa está o escândalo de dopagem que tem vindo a abalar o desporto russo, num sistema que teria, segundo um relatório da Agência Mundial antidopagem (AMA) teria a conivência do Estado e a colaboração dos serviços secretos.

O Comité Olímpico Internacional (COI) deixou na mão das respetivas federações das modalidades a participação de atletas russos no Rio2016, sendo certa a ausência do atletismo, há muito decidida pela IAAF.

A situação levou Putin a ordenar a criação de uma comissão independente na luta contra o doping, liderada por Vitali Smirnov, o mais antigo membro do COI.

O porta-voz do Kremlin lamentou que o COI tenha proibido os funcionários desportivos russos de estarem nos Jogos, face às acusações de doping promovido pelo Estado russo durante os Jogos de Inverno de Sochi (2014) e os Mundiais de Atletismo de Moscovo (2013).

"Esta e outras decisões demonstram uma vez mais a necessidade de uma maior cooperação com o COI na hora de defender as nossas posições e, o mais importante, superar as suspeitas e preocupações que o COI e outras organizações possam ter", disse.

Entre outros, está o ministro dos desportos da Rússia, Vitali Mutko, que muitos consideram o responsável pelo atual escândalo, que não pode viajar para o Brasil.

Nos Jogos de Londres 2012 Putin não esteve na cerimónia de abertura, mas viajou para a capital inglesa para assistir à competição de judo, na qual os russos conquistaram três medalhas de ouro.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.