sicnot

Perfil

Rio 2016

Putin não vai estar na abertura dos Jogos Olímpicos

© Lehtikuva Lehtikuva / Reuters

O presidente russo, Vladimir Putin, estará ausente da cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, apesar do COI manter em aberto a participação de atletas russos, informou hoje o Kremlin.

"Não, nos planos do presidente não está essa viagem. Tem outra agenda de trabalho", revelou o porta-voz do Kremlin à imprensa local, a pouco menos de duas semanas do início do Rio 2016, a 5 de agosto.

Uma informação que não afasta a possibilidade de Vladimir Putin viajar para o Brasil a meio dos Jogos, com o objetivo de animar os desportistas russos, cuja equipa de atletismo foi proibida de participar pela Associação das Federações internacionais de atletismo (IAAF).

Em causa está o escândalo de dopagem que tem vindo a abalar o desporto russo, num sistema que teria, segundo um relatório da Agência Mundial antidopagem (AMA) teria a conivência do Estado e a colaboração dos serviços secretos.

O Comité Olímpico Internacional (COI) deixou na mão das respetivas federações das modalidades a participação de atletas russos no Rio2016, sendo certa a ausência do atletismo, há muito decidida pela IAAF.

A situação levou Putin a ordenar a criação de uma comissão independente na luta contra o doping, liderada por Vitali Smirnov, o mais antigo membro do COI.

O porta-voz do Kremlin lamentou que o COI tenha proibido os funcionários desportivos russos de estarem nos Jogos, face às acusações de doping promovido pelo Estado russo durante os Jogos de Inverno de Sochi (2014) e os Mundiais de Atletismo de Moscovo (2013).

"Esta e outras decisões demonstram uma vez mais a necessidade de uma maior cooperação com o COI na hora de defender as nossas posições e, o mais importante, superar as suspeitas e preocupações que o COI e outras organizações possam ter", disse.

Entre outros, está o ministro dos desportos da Rússia, Vitali Mutko, que muitos consideram o responsável pelo atual escândalo, que não pode viajar para o Brasil.

Nos Jogos de Londres 2012 Putin não esteve na cerimónia de abertura, mas viajou para a capital inglesa para assistir à competição de judo, na qual os russos conquistaram três medalhas de ouro.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".