sicnot

Perfil

Rio 2016

Presidente da República destaca apoio brasileiro à seleção portuguesa de futebol

M\303\201RIO CRUZ

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, inaugurou hoje o Navio Escola Sagres como "Casa de Portugal" nos Jogos Olímpicos, depois da estreia vitoriosa da seleção portuguesa de futebol, com o apoio do público brasileiro.

"Aqueles de nós que pudemos estar a assistir à estreia olímpica de Portugal, pudemos testemunhar como um estádio inteiro vibrava por Portugal. Não garanto que tenha sido objetivamente pelo espírito olímpico, mas o efeito foi um efeito de fraternidade", destacou Marcelo Rebelo de Sousa.

A bordo do Sagres, na Ilha das Cobras, Marcelo Rebelo de Sousa esteve com o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, que tutela o Desporto, na cerimónia simbólica de toque do sino que transformou o navio na "Casa de Portugal" nestas Olimpíadas.

Também Tiago Brandão Rodrigues destacou o entusiasmo do público brasileiro.

"Tive a oportunidade de ver a seleção portuguesa olímpica ganhar por 2-0 à seleção argentina, com o apoio massivo da torcida brasileira, que estava claramente por Portugal", contou aos jornalistas.

"As expectativas são que cada um dos nossos atletas e também a equipa e as equipas que constituem a missão portuguesa se possam superar e fazer mais do que fizeram nas qualificações", afirmou o ministro.

O Presidente da República comparou a missão dos atletas olímpicos - na presença de alguns elementos, como o tenista João Sousa - à dos portugueses que chegaram ao Brasil.

"Dá para fazer o paralelo com aquilo que foi a saga dos portugueses quando chegaram a esta terra do Brasil. Foi difícil, chegaram por mar, como a Sagres, desta feita. Chegaram por mar e tiveram dificuldade a ir penetrando no Brasil, mas foi devido à sua presença, devido à coragem de tantos bandeirantes, mais tarde devido à presença da capital do império fora do capital de império, que pôde ter nascido a grande nação brasileira", declarou.

"Agora, volvidos muitos anos, o objetivo dos nossos olímpicos é um objetivo que respeita o espírito que preside à sua presença aqui, mas mais do que isso, é o espírito de reforçar a fraternidade entre duas pátrias, a pátria portuguesa e pátria brasileira", sublinhou.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.