sicnot

Perfil

Rio 2016

Atleta búlgara acusa doping num controlo à chegada ao Brasil

A búlgara Silvia Danekova, inscrita na prova de atletismo dos 3.000 obstáculos, acusou eritropoietina (EPO) num controlo a que se submeteu à chegada ao Rio de Janeiro, palco dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

"Infelizmente, temos um caso positivo e estamos à espera do resultado da contra-análise", reconheceu à imprensa búlgara o secretário-geral do Comité Olímpico da Bulgária, Belcho Goranov.

Danekova, de 33 anos, submeteu-se ao controlo a 26 de junho, dias depois da chegada da comitiva búlgara ao Rio de Janeiro.

A delegação da Bulgária já tinha sido privada de toda seleção de halterofilismo, por reiterados casos de doping entre os atletas daquela modalidade.

Danekova é o segundo caso de um controlo positivo nos Jogos Rio 2016, depois da nadadora chinesa, Chen Xinyi, quarta nos 100 metros mariposa

Segundo a agência oficial Xinhua, que cita a Federação de Natação da China, a análise do controlo a Chen Xinyi detetou uma substância diurética proibida pela Agência Mundial Antidopagem (AMA).

A nadadora, de 18 anos, apresentou um pedido ao Comité Olímpico Internacional para ter direito a um novo teste e a ser ouvida.

Lusa

  • Nadadora chinesa Chen Xinyi com doping

    Rio 2016

    A nadadora chinesa Chen Xinyi, que ficou em quarto lugar nos 100 metros mariposa nos Jogos Olímpicos, deu positivo no teste de doping, noticiou hoje a agência oficial Xinhua, que cita a federação de natação da China.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.