sicnot

Perfil

Rio 2016

Atleta búlgara acusa doping num controlo à chegada ao Brasil

A búlgara Silvia Danekova, inscrita na prova de atletismo dos 3.000 obstáculos, acusou eritropoietina (EPO) num controlo a que se submeteu à chegada ao Rio de Janeiro, palco dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

"Infelizmente, temos um caso positivo e estamos à espera do resultado da contra-análise", reconheceu à imprensa búlgara o secretário-geral do Comité Olímpico da Bulgária, Belcho Goranov.

Danekova, de 33 anos, submeteu-se ao controlo a 26 de junho, dias depois da chegada da comitiva búlgara ao Rio de Janeiro.

A delegação da Bulgária já tinha sido privada de toda seleção de halterofilismo, por reiterados casos de doping entre os atletas daquela modalidade.

Danekova é o segundo caso de um controlo positivo nos Jogos Rio 2016, depois da nadadora chinesa, Chen Xinyi, quarta nos 100 metros mariposa

Segundo a agência oficial Xinhua, que cita a Federação de Natação da China, a análise do controlo a Chen Xinyi detetou uma substância diurética proibida pela Agência Mundial Antidopagem (AMA).

A nadadora, de 18 anos, apresentou um pedido ao Comité Olímpico Internacional para ter direito a um novo teste e a ser ouvida.

Lusa

  • Nadadora chinesa Chen Xinyi com doping

    Rio 2016

    A nadadora chinesa Chen Xinyi, que ficou em quarto lugar nos 100 metros mariposa nos Jogos Olímpicos, deu positivo no teste de doping, noticiou hoje a agência oficial Xinhua, que cita a federação de natação da China.

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.