sicnot

Perfil

Rio 2016

Nelson Évora diz que não voltaria a apostar na temporada de pista coberta

O português Nelson Évora, sexto na final do triplo salto dos Jogos Olímpicos Rio2016, assegurou esta terça-feira que voltaria atrás na sua preparação da temporada e que teria abdicado da aposta na pista coberta.

"A única coisa que, se calhar, teria feito de diferente era não ter feito pista coberta. Fiz uma preparação muito a fundo e, se calhar, deveria ter-me resguardado um pouco mais, mas o meu treinador optou por eu ter mais ritmo competitivo. Não me trouxe nada", assumiu.

Com um salto de 17,03 metros, o campeão olímpico de Pequim2008 acabou na sexta posição, numa prova ganha pelo norte-americano Christian Taylor (17,86), seguido do compatriota Will Claye (17,76) e do chinês Dong Bin (17,58).

"Todos os medalhados, à exceção do chinês, optaram por não o fazer. Quem opta por fazer uma pista coberta opta por fazer mais provas, ganhar mais dinheiro, quem não, opta por treinar forte e entrar cedo na época, já com um bom momento de forma e fazer várias provas boas até uma grande competição. Esta era a única coisa que mudaria", disse.

O atleta do Benfica recordou que, em 2008, quando foi campeão olímpico, não apostou na pista coberta, enquanto este ano fez "um trabalho completamente diferente e foi muito difícil saltar em pista coberta".

"O que está feito está feito, não podemos olhar para trás, temos de aprender com estas coisas e eu e o meu treinador vamos encontrar forma de voltarmos ao pódio nas próximas grandes competições", referiu.

Nas eliminatórias e na final Évora fez quase sempre saltos a rondar os 17 metros, assumindo que "era assim que devia ter entrado em maio e passados três meses estaria com muitos saltos acima dos 17 metros, estaria muito mais consistente".

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.