sicnot

Perfil

Rio 2016

Bolt faz nova tripla com medalha de ouro nos 4x100 metros

Reuters

​Usain Bolt conquistou a sua nona medalha de ouro em Jogos Olímpicos, ao vencer, com a Jamaica, a prova de estafeta 4x100 metros, juntando este título aos alcançados em 100 e 200 metros.

Com a ajuda de Asafa Powel, Yohan Blake e Nickel Ashmeadm, restantes elementos do quarteto jamaicano, que ganhou com o tempo de 37,27 segundos, Usain Bolt igualou o finlandês Paavo Nurmi e o norte-americano Carl Lewis como os mais medalhados da história do atletismo em Jogos Olímpicos.

Usain Bolt completou uma inédita 'tripla tripla', repetindo os três títulos que já tinha alcançado em Pequim 2008 e Londres 2012, mas um deles está sob ameaça, uma vez que um dos seus colegas, Nesta Carter, teve um controlo positivo posterior à final de Pequim.

Encarregado do último percurso, Bolt teve um papel decisivo e teve de se empenhar nos seus primeiros 50 metros para se distanciar do Japão, surpreendente segundo classificado, numa prova em que o Canadá foi terceiro, beneficiando da desclassificação dos Estados Unidos.

Rakota Yamagata, Shota Iizuka, Yoshihide Kiryu e Aska Cambridge completaram a prova com o tempo de 37,60 segundos e conquistaram a prata, enquanto o quarteto do Canadá, formado por Akeem Haynes, Aaron Brown, Brendon Rodney e Andre De Grasse - medalha de bronze nos 100 metros -, correu em 37,64 e 'herdou' a medalha de bronze.

A estafeta norte-americana foi a terceira a cortar a meta, com Trayvon Bromell em dificuldades físicas, mas uma falha na transmissão do testemunho do primeiro para o segundo percurso, entre Mike Rodgers e Justin Gatlin - medalha de prata nos 100 metros - provocou a desclassificação da estafeta norte-americana, que contou ainda com Tyson Gay.

Lusa

  • Novas regras para os pagamentos em dinheiro vivo

    Economia

    Os pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros são proibidos a partir de quarta-feira, mas aos não residentes são permitidos pagamentos até 10 mil euros, ou o equivalente em moeda estrangeira, segundo um diploma hoje publicado.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.