sicnot

Perfil

Rio 2016

Amnistia diz que legado olímpico foi arruinado com assassinatos por parte da polícia

O legado dos Jogos Olímpicos 2016, no Rio de Janeiro, foi destruído com, pelo menos, oito mortos em operações policiais na cidade durante o evento e com a repressão de protestos pacíficos, alertou esta segunda-feira a Amnistia Internacional.

"O Brasil perdeu a medalha mais importante em jogo durante o Rio2016: a chance de se tornar um campeão em direitos humanos", afirmou Atila Roque, diretor executivo da Amnistia Internacional no Brasil.

Para o mesmo responsável, as autoridades brasileiras desperdiçaram uma "oportunidade de ouro" para cumprir as promessas que fizeram no sentido de "implementar políticas de segurança pública para fazerem do Rio uma cidade segura para todos".

"A única maneira de desfazer alguns dos muitos erros que ocorreram durante os Jogos é garantir que todos os assassinatos e outras violações dos direitos humanos por parte da polícia sejam efetivamente investigados e que os responsáveis sejam levados à justiça", considerou.

Para além dos oito assassinatos - um número que pode subir por ainda não terem sido confirmadas mortes em duas favelas -, houve relatos de outras violações de direitos humanos, como "invasões de domicílio, ameaças diretas e agressões físicas e verbais por parte da polícia", lê-se num comunicado daquela organização de defesa dos direitos humanos.

A organização não-governamental (ONG) recordou que o número de homicídios provocados pelas forças de segurança na região aumentou nos últimos meses, de 35 em abril para 49 em junho.

"A guerra às drogas e uma abordagem fortemente armada nas operações de segurança do Brasil também tem vindo a pôr polícias em risco", sendo que nos primeiros dez dias dos Jogos Olímpicos, pelo menos, dois agentes foram mortos, alertou.

De acordo com a mesma ONG, "manifestantes foram duramente reprimidos pela polícia, dentro e fora das arenas desportivas".

Manifestações pacíficas foram recebidas com violência policial, incluindo com o uso de armas, como gás lacrimogéneo, e houve pessoas detidas e retiradas das arenas desportivas por vestirem roupas ou segurarem faixas com mensagens políticas, lembrou a organização, falando em violação do direito à liberdade de expressão.

Em São Paulo, a 05 de agosto, uma manifestação culminou com "mais de 100 detenções, incluindo, pelo menos, 15 menores", acrescentou.

"Terminámos os Jogos Olímpicos com políticas de segurança pública ainda mais militarizadas, focadas numa repressão muito seletiva, no uso excessivo da força e de operações policiais de combate em favelas", constatou Atila Roque, frisando que as violações de direitos humanos contra residentes atingem sobretudo jovens negros do sexo masculino.

Para a organização, o Comité Olímpico Internacional (COI) e outros organismos de organização desportiva "não devem permitir que os eventos desportivos serem realizados à custa dos direitos humanos das pessoas ".

Lusa

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.