sicnot

Perfil

Rio 2016

Ciclista Luís Costa em oitavo no contrarrelógio dos Paralímpicos 2016

O italiano Alessandro Zanardi venceu a prova com um tempo de 28.36,81

© Reuters

O ciclista português Luís Costa terminou esta quarta-feira na oitava posição o contrarrelógio da categoria H5 dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, com o tempo de 31.03,67 minutos, a 2.29 minutos do vencedor, o italiano Alessandro Zanardi (28.36,81).

Na classe H5, na qual os atletas utilizam uma handbike e pedalam com as mãos, atrás de Zannardi, o antigo piloto de formula 1 que perdeu as duas pernas num acidente e hoje se sagrou bicampeão paralímpico, terminaram o australiano Stuart Tripp (28.35,55), medalha de prata, e o holandês Tim de Vries (28.51,73), que conseguiu o bronze.

No final do contrarrelógio de 20 quilómetros, o ciclista português considerou que a prova "correu dentro do esperado" acrescentando: "Havia aqui oito atletas mais fortes do que eu, esperava sétimo ou oitavo, foi o que aconteceu".

Luís Costa, que perdeu a parte inferior da perna direita num acidente de viação, lamentou o facto de, "por uns segundos, não ter conseguido chegar ao sétimo lugar", conseguido pelo norte-americano Alfredo Santos (31.01,34).

O ciclista algarvio disputa na quinta-feira a prova de estrada, numa distância de 60 quilómetros, para a qual parte com aspirações "a um lugar entre os cinco primeiros".

"Espero estar ainda melhor amanhã [quinta-feira] na prova de estrada", disse, admitindo que gosta mais de provas nas quais tem os adversários próximos, porque, no contrarrelógio, o facto de os ciclistas partirem sozinhos faz com que "haja menos pontos de referência sobre a posição dos adversários".

Na prova de contrarrelógio masculino C2, para ciclistas que utilizam bicicletas normais, Telmo Pinão foi 12.º, com a marca de 30.38,04 minutos, a 2.54,88 minutos do vencedor, o canadiano Tristen Chernove (27.43,16).

A medalha de prata foi para o irlandês Colin Lynch (28.02,25) e a de bronze para o chinês Guihua Liang (28.17,77).

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57