sicnot

Perfil

Rio 2016

Ciclista Luís Costa em oitavo no contrarrelógio dos Paralímpicos 2016

O italiano Alessandro Zanardi venceu a prova com um tempo de 28.36,81

© Reuters

O ciclista português Luís Costa terminou esta quarta-feira na oitava posição o contrarrelógio da categoria H5 dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, com o tempo de 31.03,67 minutos, a 2.29 minutos do vencedor, o italiano Alessandro Zanardi (28.36,81).

Na classe H5, na qual os atletas utilizam uma handbike e pedalam com as mãos, atrás de Zannardi, o antigo piloto de formula 1 que perdeu as duas pernas num acidente e hoje se sagrou bicampeão paralímpico, terminaram o australiano Stuart Tripp (28.35,55), medalha de prata, e o holandês Tim de Vries (28.51,73), que conseguiu o bronze.

No final do contrarrelógio de 20 quilómetros, o ciclista português considerou que a prova "correu dentro do esperado" acrescentando: "Havia aqui oito atletas mais fortes do que eu, esperava sétimo ou oitavo, foi o que aconteceu".

Luís Costa, que perdeu a parte inferior da perna direita num acidente de viação, lamentou o facto de, "por uns segundos, não ter conseguido chegar ao sétimo lugar", conseguido pelo norte-americano Alfredo Santos (31.01,34).

O ciclista algarvio disputa na quinta-feira a prova de estrada, numa distância de 60 quilómetros, para a qual parte com aspirações "a um lugar entre os cinco primeiros".

"Espero estar ainda melhor amanhã [quinta-feira] na prova de estrada", disse, admitindo que gosta mais de provas nas quais tem os adversários próximos, porque, no contrarrelógio, o facto de os ciclistas partirem sozinhos faz com que "haja menos pontos de referência sobre a posição dos adversários".

Na prova de contrarrelógio masculino C2, para ciclistas que utilizam bicicletas normais, Telmo Pinão foi 12.º, com a marca de 30.38,04 minutos, a 2.54,88 minutos do vencedor, o canadiano Tristen Chernove (27.43,16).

A medalha de prata foi para o irlandês Colin Lynch (28.02,25) e a de bronze para o chinês Guihua Liang (28.17,77).

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.