sicnot

Perfil

Rock in Rio Lisboa

Rock in Rio Lisboa

Rock in Rio

Primeiros dois dias do Rock in Rio renderam 600 refeições para famílias carenciadas

O Rock in Rio entregou nos primeiros dois dias mais de seis centenas de refeições ao projeto Re-Food, para pessoas carenciadas, segundo dados divulgados esta sexta-feira pela organização.

O Rock in Rio, no Parque da Bela Vista, recomeçou esta sexta e dura até domingo, depois de dois dias de música na semana passada. O projeto Re-Food tem como objetivo recolher comida nomeadamente em restaurantes de depois distribui-la por famílias carenciadas de Lisboa.

Nos primeiros dois dias de festival foram recolhidas 650 refeições e ainda mais de mil copos de fruta e dois mil pastéis de nata. Da zona VIP do Rock in Rio seguiram 150 refeições para albergues noturnos.

Ao todo assistiram aos concertos dos primeiros dias 141.000 pessoas, a maior parte portugueses mas também de cerca de uma vintena de outros países.

Ainda de acordo com os números da organização foram vendidos nos primeiros dois dias de festival 50 mil litros de cerveja, 30 mil de água e 20 mil de refrigerante. Foram consumidas 4.000 bifanas e 5.000 pacotes de batatas fritas.

Hoje no palco principal do Rock in Rio atua a banda norte-americana Hollywwod Vampires.

As portas abriram cerca das 16:00 mas a afluência ainda não era muita cerca de uma hora depois.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28