sicnot

Perfil

Sismo em Itália

Governo italiano decreta estado de emergência para o centro do país

O Governo italiano decretou esta quinta-feira o estado de emergência devido ao sismo registado na quarta-feira no centro de Itália e aprovou um primeiro pacote de ajudas no valor de 50 milhões de euros, anunciou o primeiro-ministro, Matteo Renzi.

No final da reunião do Conselho de Ministros e em declarações aos jornalistas, Matteo Renzi manifestou a sua "profunda emoção" pelo impacto sismo, que provocou a morte a pelo menos 250 pessoas, segundo os últimos dados oficiais.

O sismo teve uma magnitude de seis graus na escala de Richter e as equipas de resgate tentam em várias localidades encontrar sobreviventes.

"Temos de pensar na reconstrução, temos uma obrigação moral com as mulheres e homens daquela comunidade", afirmou o chefe do executivo italiano, salientando que devolver a normalidade às localidades afetadas vai ser a "prioridade do Governo e do país".

O primeiro-ministro também disse que, apesar dos mortos, o número de pessoas resgatadas com vida é a "mais alta da história dos últimos terramotos, com 215 pessoas".

Lusa

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.