sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Nações Unidas preparam "um grande esforço" de ajuda ao Nepal

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, anunciou que a organização está a preparar "um grande esforço" de ajuda ao Nepal que hoje sofreu um grave terramoto.

© Navesh Chitrakar / Reuters

"As Nações Unidas estão a apoiar o governo do Nepal na coordenação das operações internacionais de busca e resgate e está a preparar-se para organizar um grande esforço de assist~encia", assinalou Ban Ki-Moon, em comunicado.

O diplomata coreano recordou que continuam a chegar informações da devastação causada pelo sismo e que vão aumentando o número de vítimas.

Mais de mil pessoas morreram hoje no Nepal, em consequência de um terramoto de 7,8 graus na escala de Richter.

Os Estados Unidos anunciaram, entretanto, o envio de equipas de busca e salvamento e a entrega de um milhão de dólares para ajudar o país atingido pelo sismo.

A agência americana de ajuda USAID "prepara-se para enviar uma equipa de segurança e de assistência", declarou o secretário de Estado John Kerry, em comunicado.

Segundo um responsável da Casa Branca, o presidente Barack Obama continua a acompanhar a situação no Nepal.

Por seu aldo, o papa Francisco expressou a sua "solidariedade com todos os afetados" por este terramoto, tendo enviado um telegrama em seu nome pelo secretário de estado do Vaticano, 

O pontífice enviou uma mensagem de ânimo às autoridades civis e às equipas de resgate de vítimas "que continuam os seus esforços de assistência aos que foram afetados pela tragédia".


Lusa
  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.