sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Nepal volta a tremer, novo balanço aponta para mais de 2.000 mortos

O último balanço das autoridades dá conta de mais de 2 mil mortos. O sismo de ontem é o maior dos últimos 80 anos. Provocou ainda avalanchas no Evereste e vítimas no Tibete e na Índia.Uma violenta réplica de magnitude 6,7 na escala de Richter abalou hoje o Nepal, um dia depois de um sismo devastador ter atingido o país e causado mais de 2.000 mortes, assim como na China e Índia, anunciou o Instituto Norte-Americano de Geofísica (USGS).

© Navesh Chitrakar / Reuters

O número de mortos na sequência do forte sismo de magnitude 7,9 na escala de Richter que sacudiu, este sábado, o Nepal, ascende a 2.000, informaram hoje fontes oficiais do Nepal e de países vizinhos.

O porta-voz da Polícia Nacional do Nepal, Kamal Singh Ban, afirmou que no Nepal o número de vítimas mortais subiu para 1.953, enquanto fontes oficiais da Índia, que também foi afetada pelo terramoto, reviram em alta o balanço de 34 para 53 mortos. 

Estimativas divulgadas hoje pela ONU indicam que o sismo afetou cerca de 6,6 milhões de pessoas em 30 distritos do Nepal.

As manifestações de solidariedade para com o Nepal têm-se multiplicado, com inúmeros governos e organizações internacionais a oferecerem ajuda.

Índia e China afetadas pelo abalo telúrico -- e com o registo de 53 e 17 mortos, respetivamente -- anunciaram o envio de equipas para Katmandu, à semelhança de outros países e territórios da região, como Japão, Sri Lanka, Paquistão, Singapura ou Taiwan. 

Os Estados Unidos anunciaram ainda no sábado, dia da catástrofe, o envio de uma equipa de especialistas em resposta a catástrofes, à semelhança da União Europeia, tendo Washington prometido de igual modo um milhão de dólares em ajuda para responder às primeiras necessidades pós-sismo.

Em comunicado, a União Europeia indicou estarem a caminho de Katmandu especialistas humanitários para as zonas mais afetadas. "A dimensão total das mortes e danos ainda é desconhecida, mas informações indicam ser elevada, tanto em termos de perdas humanas, feridos como ao nível do património cultural".

Alemanha, Reino Unido e Espanha também prometeram assistência, com a Noruega a anunciar que vai facultar 30 milhões de coroas (3,5 milhões de euros) em ajuda humanitária.

Hoje, Austrália e Nova Zelândia também anunciaram o envio de apoio ao Nepal, devastado por aquela que é pior tragédia da sua história recente, enquanto procuram localizar centenas de cidadãos nacionais referenciados como estando no país.

Camberra comprometeu-se com uma ajuda de 5 milhões de dólares australianos (3,6 milhões de euros), enquanto a Nova Zelândia -- que ainda se recupera do mortífero sismo de 2011 que atingiu a sua segunda maior cidade (Christchurch) -- vai canalizar 1 milhão de dólares neozelandeses (700 mil euros).

Entretanto, esta manhã registou-se uma réplica de sismo com magnitude de 6,7 na escala de Richter.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.