sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Registadas quase 100 réplicas do sismo de sábado no Nepal

Quase cem réplicas ocorreram depois do sismo de magnitude 7,8 na escala de Richter que abalou o Nepal no passado sábado, com uma intensidade que oscilou entre 4 e 6 graus, indicou hoje uma fonte oficial. 

YONHAP/ EPA

Até ao meio-dia local (07:15 de Lisboa), o Centro Nacional de Sismologia nepalês contabilizou 96 réplicas nesse intervalo de intensidade desde o sismo de sábado, além de outros dois sismos que ultrapassaram os 6 graus na escala de Richter, noticiou a agência nacional de notícias nepalesa, RSS.

O chefe do Centro, Lokbijay Adhikari, disse à RSS que ao sismo de sábado se seguiu outro de 6,6 graus, meia hora depois, no domingo ocorreu um de 6,9 na escala de Richter e, desde então, o número de réplicas foi decrescendo de intensidade.

Os últimos tremores de terra registados na madrugada de hoje foram de 4,4 e 4,9 graus.

As operações de resgate após o terramoto que atingiu o Nepal continuam dificultadas pelo mau tempo e pela falta de meios do país asiático para responder a um desastre de tal dimensão, enquanto se esgota o tempo para encontrar sobreviventes entre os escombros.

O mais recente balanço oficial de vítimas mortais, divulgado às 14:55 locais (10:10 em Lisboa), cifrou-se em 4.358 e o de feridos em 8.174, números que começam a aumentar mais lentamente, depois da rápida subida nos primeiros dias.

O sismo de sábado foi o de maior magnitude registado no Nepal nos últimos 80 anos e o pior que a região viveu numa década, desde que, em 2005, um abalo telúrico causou uma tragédia de grandes dimensões em Caxemira, com mais de 84.000 mortos.

Lusa
  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.