sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sobe para 7.557 número de mortos no sismo no Nepal

As autoridades nepalesas informaram hoje que "um exército" de trabalhadores está finalmente a conseguir fazer chegar a ajuda aos sobreviventes do sismo no Nepal, numa altura em que o número de vítimas mortais subiu para 7.557.

© Adnan Abidi / Reuters

Mais de 131.500 militares e polícias nepaleses participam atualmente na massiva operação, apoiados por mais de uma centena de equipas de trabalhadores humanitários estrangeiros.


O Centro de Operações de Emergência Nacional do Nepal elevou hoje para 7.557 o número de mortes causadas pelo forte sismo, o mais mortífero do país em mais de 80 anos, o qual provocou também 14.536 feridos.


O terramoto, registado no passado dia 25 de abril, também fez mais de uma centena de mortos nas vizinhas Índia e China.


As autoridades nepalesas advertiram, porém, que o balanço final deverá aumentar, atendendo a que as equipas de resgate começam apenas agora a ter acesso a zonas remotas da nação.


O Governo do Nepal tem sido alvo de críticas pelos atrasos na entrega de ajuda, uma situação que o Ministério do Interior afirmou estar atualmente sob controlo.


Lusa
  • Militares da revolução denunciam corrupção nos órgãos de poder
    3:22

    País

    O presidente da Associação 25 de Abril acusa a classe política de não ter interesse em travar a corrupção em Portugal. Vasco Lourenço e Otelo Saraiva de Carvalho, dois dos militares da revolução, consideram que a corrupção está entranhada nos órgãos de poder e deve ser denunciada.

  • "Está prevista mais uma melhoria do rating para breve"
    2:46
  • Fábrica na Covilhã vai produzir para marcas de luxo
    1:47

    Economia

    A Covilhã foi a cidade portuguesa escolhida para a instalação de uma nova fábrica de produção de peças para marcas de luxo. O Grupo FM Industries Sycrilor vai reforçar o investimento na cidade e será responsável pelo polimento de metais para as marcas Louis Vuitton e Cartier.