sicnot

Perfil

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Sismo no Nepal

Helicóptero militar dos EUA com oito pessoas desaparece no Nepal

Um helicóptero militar norte-americano UH-1Y dos "Marines" que participava nas operações humanitárias após sismo no Nepal desapareceu hoje, anunciou o Pentágono. 

© Handout . / Reuters

Seis "marines" e dois militares nepaleses encontravam-se a bordo, precisou o porta-voz do Pentágono. Segundo os militares norte-americanos, o helicóptero desapareceu perto de Charikot durante a tarde, após ter entregado um primeiro carregamento, e quando se dirigia para um segundo ponto de entrega. 

Segundo o coronel Steven Warren, porta-voz do Pentágono, os helicópteros que voavam em simultâneo captaram conversações rádio que referiam um problema de combustível. 

"Esperemos que não se tenha despenhado" e tenha apenas feito uma aterragem de emergência, disse. 

O militar adiantou ainda que uma primeira operação de buscas desencadeada ao início da noite não detetou destroços, nem chamas, nem princípio de incêndio na região. 

Segundo o Pentágono, cerca de 300 militares norte-americanos encontram-se neste momento no Nepal para participar nas operações de assistência após o tremor de terra de magnitude 7,8 de 25 de abril que provocou mais de 8.000 mortos. 

O país registou hoje um novo e poderoso sismo de magnitude 7.3 e poderosas réplicas, que provocaram cerca de 50 mortos no Nepal e 17 na Índia. 






Lusa
  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47