sicnot

Perfil

Operação Marquês

Operação Marquês

Operação Marquês

PGR confirma que Diogo Gaspar Ferreira é arguido na operação Marquês

O diretor executivo de Vale do Lobo foi ouvido pelo Ministério Público e constituído arguido no inquérito que investiga o ex-primeiro-ministro. A Procuradoria Geral da República confirma que Diogo Gaspar Ferreira é mais um nome no processo, o oitavo arguido.

Em entrevista ao Expresso, o diretor executivo do empreendimento turístico de Almancil diz ser vítima de uma cabala contra ele e Vale do Lobo e que não quer servir de bode expiatório.

O Ministério Público suspeita que Sócrates tenha sido subornado para favorecer o empreendimento.

Diogo Gaspar Ferreira nega ter dado ordens de transferência de dinheiro e nega também conhecer Carlos Santos Silva ou José Sócrates. 

Em maio, Vale do Lobo foi alvo de buscas.
  • Diogo Gaspar Ferreira diz que está a ser vítima de uma cabala
    0:31

    Operação Marquês

    O processo Marquês tem mais um arguido. Trata-se, segundo noticia hoje o Expresso, de Diogo Gaspar Ferreira, o diretor executivo do empreendimento Vale do Lobo, no Algarve. Diogo Ferreira terá sido interrogado na sexta-feira pelo procurador da investigação. O diretor executivo do empreendimento turístico de Almancil diz ser vítima de uma cabala contra ele e Vale do Lobo e que não quer servir de bode expiatório no caso que envolve o ex-primeiro ministro. Diogo Gaspar Ferreira nega ter dado ordens de tranferência de dinheiro, nega conhecer Carlos Santos Silva e José Sócrates. Em maio, Vale do Lobo foi alvo de buscas. O Ministério Público suspeita que José Sócrates tenha sido subornado para favorecer o empreendimento. Contactado pela SIC, Diogo Gaspar Ferreira recusou prestar qualquer declaração.

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC