sicnot

Perfil

Operação Marquês

Presidente do Grupo Lena nega favorecimento e corrupção durante governação de Sócrates

Presidente do Grupo Lena nega favorecimento e corrupção durante governação de Sócrates

O presidente do Grupo Lena nega que a empresa tenha participado em processos de corrupção. Desmente ainda que tenha sido favorecida por José Sócrates na atribuição de obras investigadas na Operação Marquês. Quanto aos milhões que terão passado do administrador Joaquim Barroca para Carlos Santos Silva, ambos arguidos no processo, o presidente do Grupo Lena sublinha que é uma questão que Barroca terá de resolver fora da empresa.

  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08
  • Reveladas escutas telefónicas entre Sócrates e Ricardo Salgado
    2:39

    Operação Marquês

    Após ser detido em 2014, Ricardo Salgado recebeu uma chamada de José Sócrates a dar o seu apoio. Nas escutas é possível perceber que o antigo primeiro-ministro fala de admiração pelo ex-banqueiro, depois de Sócrates ter garantido, na semana passada na RTP, que a relação com Ricardo Salgado era apenas institucional. Noutra conversa de Sócrates, desta vez com o advogado Daniel Proença de Carvalho, o ex-primeiro-ministro criticou Marcelo Rebelo de Sousa, quando este ainda era comentador e tinha comentado a queda do BES.