sicnot

Perfil

Operação Marquês

Defesa garante que Bataglia não fez qualquer acordo com o Ministério Público

Defesa garante que Bataglia não fez qualquer acordo com o Ministério Público

A defesa de Hélder Bataglia garantiu à SIC que o cliente não fez nenhuma delação premiada com o Ministério Público. Contudo, a verdade é que apesar de ser suspeito de crimes de corrupção, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, o empresário luso-angolano saiu em liberdade, sujeito à medida de coação menos gravosa. Ricardo Salgado, que terá sido visado por Bataglia, diz que se deviam investigar os métodos do interrogatório.

  • Negócios milionários da PT na Operação Marquês
    4:03

    Operação Marquês

    Em mais de 3 anos de investigação, o Ministério Público e a Autoridade Tributária já seguiram muitas pistas para encontrar eventuais atos de corrupção praticados por José Sócrates como primeiro-ministro. Contudo, nos últimos meses, o foco das suspeitas está relacionado com os negócios da Portugal Telecom, ao longo dos anos. Um deles, a venda da participação da PT na brasileira Vivo.

  • Ricardo Salgado, o alegado corruptor de Sócrates
    3:17

    Operação Marquês

    A Operação Marquês é a terceira investigação que tem Ricardo Salgado como suspeito. O ex-banqueiro já era arguido no processo Monte Branco e nos que investigam o Universo Espírito Santo. Há duas semanas, foi formalmente apontado pelo Ministério Público como um dos alegados corruptores de José Sócrates.

  • Quem é Hélder Bataglia?
    2:15

    Operação Marquês

    Quem é afinal Helder Bataglia, o homem que assume agora uma posição decisiva na Operação Marquês? O luso-angolano de 70 anos nasceu no Seixal e tornou-se o ponta de lança do Grupo Espírito Santo, nos negócios em África. Bataglia foi feito comendador em 2007 por Cavaco Silva com a Ordem do Infante D. Henrique.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.