sicnot

Perfil

Surto de sarampo

Surto de sarampo

Surto de sarampo

DGS aconselha afastamento de três semanas a quem não se vacinar

A Direção-Geral da Saúde aconselha as escolas a afastarem por três semanas qualquer membro da comunidade escolar que, depois de exposto ao vírus do sarampo, recuse ser vacinado.

Numa nota enviada às escolas, a DGS diz que no ato da matrícula deve ser verificado se a vacinação está em dia e, caso isso não aconteça, "os pais devem ser aconselhados a ir ao centro de saúde para atualização das vacinas".

Também hoje, a Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular enviou uma circular aos filiados a lembrar-lhes que no próximo ano letivo podem recusar alunos sem as vacinas em dia.

A posição foi tomada na sequência dos muitos pedidos de informação de algumas escolas associadas sobre como deveriam lidar com as notícias sobre os casos de sarampo.

Na AEEPC estão inscritos cerca de 500 estabelecimentos, desde creches a escolas e colégios internatos ou externatos.

  • Alguns pais recusam vacinar os filhos em nome da saúde
    3:23

    Surto de sarampo

    As autoridades de saúde insistem que a vacinação é essencial e pode travar o problema de sarampo. Contudo, há pais que recusam vacinar os filhos e defendem que esta é também uma escolha em nome da saúde das crianças. Será constitucional se o Governo entender tornar obrigatório o Plano Nacional de Vacinas? O constitucionalista ouvido pela SIC entende que sim, e defende que a obrigatoriedade pode até ser um dever do próprio Estado.

  • "É um dever dos pais vacinar as crianças"
    7:40

    Surto de sarampo

    A jovem de 17 anos que estava internada com sarampo no Hospital Dª Estefânia morreu esta quarta-feira. A adolescente não era vacinada contra o sarampo nem tinha tomado a maioria das vacinas que fazem parte do Plano Nacional. O diretor-geral de Saúde esteve no Jornal da Noite desta quarta-feira para falar sobre o caso e sobre o surto que assola vários países europeus. Francisco George considera que a vacinação dos menores é um "dever dos pais" e defende que há "uma questão de interesse social".

  • Sarampo não matava ninguém em Portugal desde 1987
    2:09

    Surto de sarampo

    A jovem de 17 anos que estava internada com sarampo Hospital de Dona Estefânia morreu esta quarta-feira. A adolescente não era vacinada contra o sarampo, nem tinha tomado a maioria das vacinas que fazem parte do Plano Nacional. Esta é a primeira morte por sarampo desde 1987, em Portugal.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58