sicnot

Perfil

Taça das Confederações

Guarda-redes do México reconhece que Portugal não é só Ronaldo

Edgard Garrido

O guarda-redes mexicano Guillermo Ochoa reconheceu na quarta-feira que a seleção portuguesa de futebol, que vai defrontar no domingo, na Taça das Confederações de futebol, não é apenas Cristiano Ronaldo.

"Sabemos o jogador que é, mas também há outros de qualidade, que de neutralizar. A nossa equipa prepararia o jogo da mesma maneira se [Cristiano Ronaldo] não estivesse", afirmou Ochoa, citado pela federação mexicana, após o primeiro treino da seleção em Kazan.

O guarda-redes do Granada assumiu que os campeões da CONCACAF estão na Taça das Confederações "para tentar vencer".

"Estamos focados no nosso futebol, trabalhamos no que queremos fazer no campo no fim de semana, praticamos dia a dia o que o treinador quer, no que somos fortes e no que temos de melhorar, mas em conjunto e não a pensar somente num jogador", frisou Ochoa.

Portugal e México defrontam-se no domingo, na primeira jornada do Grupo A da Taça das Confederações.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.