sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Tragédia em Pedrógão Grande

Site com informação sobre fundo de apoio às áreas afetadas pelo fogo em junho

Toda a informação sobre o fundo de apoio à revitalização das áreas afetadas pelos incêndios do mês de junho na região centro do país está disponível a partir de hoje na internet, anunciou a tutela.

Segundo o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, numa primeira fase, este 'site' pretende dar a conhecer as finalidades do fundo (REVITA) e a composição do seu Conselho de Gestão, disponibilizar informação sobre como as entidades podem aderir a este apoio e agregar toda a legislação sobre a matéria.

Posteriormente serão também divulgados no 'site' a lista de entidades aderentes e os relatórios de gestão do Fundo.

Os incêndios de grandes proporções que afetaram os concelhos de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande no passado mês de junho acarretaram graves e trágicas consequências, das quais resultaram 64 mortos e mais de 200 feridos, além dos prejuízos materiais.

"Os portugueses, num enorme esforço nacional de solidariedade, procuraram atenuar os prejuízos patrimoniais sofridos pelas populações destes concelhos, o que se traduziu em numerosos donativos destinados à reconstrução das habitações e da vida das pessoas afetadas pelos incêndios", recorda o ministério, lembrando o apoio também de entidades internacionais.

Para gerir os donativos entregues no âmbito da solidariedade demonstrada, em articulação com os municípios de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande, foi criado o fundo de âmbito social REVITA.

Desta forma, pretende-se contribuir para uma maior eficiência na gestão dos recursos abrangidos por este Fundo, na sua afetação aos que deles necessitam, promovendo um reforço da celeridade em todo o processo de revitalização das áreas afetadas.

A gestão do REVITA ficará a cargo de um Conselho de Gestão constituído por um representante do Instituto da Segurança Social, que preside (Rui Fiolhais), um representante das câmaras municipais de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos e Pedrógão Grande e outro das instituições particulares de solidariedade social e associações humanitárias de bombeiros, a nível distrital.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.