sicnot

Perfil

Tragédia em Pedrógão Grande

Relatório da Comissão Independente aponta falhas ao comando dos bombeiros

"Podia ter havido antecipação de medidas a seguir ao despoletar do incêndio"

A Comissão Técnica Independente sobre os incêndios de junho em Pedrógão Grande concluiu hoje terem existido falhas no comando do combate ao fogo e faltaram medidas que "poderiam ter moderado" os seus efeitos.

"As medidas que deveriam ter sido tomadas, da responsabilidade do comando, e imediatamente a seguir ao início do incêndio, poderiam ter moderado os efeitos", afirmou o presidente da comissão, João Guerreiro, após ter entregado o relatório de 296 páginas ao presidente do parlamento, Ferro Rodrigues, e aos representantes dos grupos parlamentares, na Assembleia da República, em Lisboa.


Especialmente entre as 15:00 e as 16:00, poderia ter havido uma "antecipação de medidas", designadamente "a retirada das pessoas das aldeias", disse o ex-reitor da Universidade do Algarve, sublinhando que existem "mais de 100 pequenos aglomerados" na zona.


Para o presidente da comissão, deveria ter existido um "sistema de sensibilização e informação" para retirar as pessoas das aldeias.


"Se houvesse um sistema de sensibilização e informação, se o comando, na altura apropriada, entre as 15:00 e as 16:00, pudesse ter tido uma atuação para sensibilizar a população e de dar instruções de evacuação ou pelo menos de não saírem de casa, provavelmente os dramas que aconteceram não teriam acontecido", disse.

Com Lusa

  • Quem é Elon Musk?
    9:42
  • "Bashar Al-Assad continua a fazer tudo o que quer contra o seu próprio povo"
    0:48
  • A história da neta de um dos mais cruéis comandantes da II Guerra Mundial
    3:20