Tragédia em Pedrógão Grande

Familiares de 37 vítimas de Pedrógão recebem partes confidenciais do relatório

Familiares de 37 vítimas mortais do incêndio de Pedrógão Grande receberam as partes que lhes dizem respeito do capítulo confidencial do relatório de Domingos Xavier Viegas, anunciou esta quarta-feira o Ministério da Administração Interna (MAI).

Numa nota enviada à agência Lusa, o MAI refere que "deu cumprimento à deliberação da Comissão Nacional de Proteção de Dados, disponibilizando às famílias das vítimas dos incêndios as partes do capítulo seis do relatório 'O Complexo de Incêndios de Pedrógão Grande e Concelhos Limítrofes' que dizem especificamente respeito aos seus familiares".

O MAI adianta que a entrega dos excertos do relatório foi feita em Pedrógão Grande e em Lisboa, em articulação com a Associação das Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande (AVIPG).

O Ministério da Administração Interna entregou os excertos às famílias de 37 vítimas "de acordo com as disponibilidades dos interessados".

O MAI refere ainda que se mantém "disponível para proceder à entrega dos documentos aos restantes familiares, em Pedrógão Grande ou em Lisboa", em articulação com a AVIPG.

O Ministério da Administração Interna não divulgou o capítulo seis do relatório pedido à equipa de Xavier Viegas com os pormenores das mortes de cada uma das 64 vítimas mortais e pediu um parecer à Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD).

A 21 de novembro, a CNPD vetou a publicação integral do capítulo seis do relatório elaborado pelo Centro de Estudos Sobre Incêndios Florestais da Universidade de Coimbra, permitindo apenas que os familiares das vítimas tenham acesso à informação.

A CNPD considera que a divulgação pública do relatório expõe "as pessoas num grau muito elevado, afetando significativamente os direitos fundamentais ao respeito pela vida privada e à proteção de dados pessoais".

Lusa

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48

    País

    O INEM socorreu mais de mil menores em coma alcoólico, no ano passado. Por isso, os adolescentes são o alvo da campanha lançada esta sexta-feira pelo Governo: "A bebedeira passa, o resto não!"

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • Ir ao Douro e à Nazaré
    25:57
  • O convite que causou surpresa até na Casa Branca
    2:33