sicnot

Perfil

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Conflito na Ucrânia já matou mais de 6 mil pessoas

As Nações Unidas disseram hoje que mais de 6.000 pessoas já morreram no conflito separatista no leste da Ucrânia e que os recentes combates junto ao aeroporto de Donetsk e na cidade de Debáltsevo provocaram centenas de mortos.

© Baz Ratner / Reuters

Na última informação sobre a situação dos Direitos Humanos na Ucrânia, tornado público hoje em Genebra, o gabinete de Direitos Humanos da ONU diz que em 10 meses e meio de conflito entre as forças de Kiev e os rebeldes pró-russos foram contabilizados 5.809 mortos e 14.740 feridos.

O organismo acrescenta que o número de vítimas mortais está dependente das informações dos conflitos mais recentes, mas pode ser afirmado um número superior a 6.000 vítimas entre civis e militares.

Para a ONU "é imperativo que sejam cumpridos os acordos de Minsk" de forma a cessarem as hostilidades.

O relatório é elaborado a partir dos dados recolhidos por observadores no terreno e refere que o período entre dezembro e meados de fevereiro -- coincidente com o cessar-fogo -- foi o mais violento tendo morrido 1.012 pessoas e ficado feridas cerca de 3.800.

Lusa
  • A barba de Cristiano Ronaldo é para manter
    0:50
  • Marcelo reunido com Putin
    0:51

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta manhã reunido com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, em Moscovo. No encontro, esteve também presente o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov. A comitiva portuguesa considera que se trata de um encontro importante para as relações internacionais.