sicnot

Perfil

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Crise na Ucrânia

Kiev quer recuperar em 2016 territórios perdidos no leste e a Crimeia

O Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, afirmou hoje que Kiev quer reconquistar em 2016 o controlo da região leste pró-russa, bem como pretende ter a ajuda de Bruxelas e de Washington para recuperar a Crimeia anexada pela Rússia.

Reuters

Reuters

© Gleb Garanich / Reuters

"Em 2016, a soberania ucraniana deve ser restabelecida nos territórios ocupados nas regiões de Donetsk e Lugansk", onde um conflito armado fez mais de 9.000 mortos desde abril de 2014, declarou Petro Poroshenko, assumindo o compromisso de usar apenas meios políticos e diplomáticos para alcançar tal objetivo.

Em relação à Crimeia, anexada pela Rússia em março de 2014, Kiev pretende "propor a criação de um mecanismo internacional para acabar com a ocupação da península", prosseguiu o chefe de Estado ucraniano, durante um discurso sobre as prioridades políticas da Ucrânia para o ano corrente.

"O formato ideal seria com a participação dos nossos parceiros da União Europeia (UE) e dos Estados Unidos e talvez com os países signatários do Memorando de Budapeste", disse Poroshenko, numa referência ao documento assinado em 1994, que previa a destruição do arsenal nuclear da antiga república soviética em troca do reconhecimento da integridade territorial.

Moscovo e Kiev estão envolvidos numa crise sem precedentes desde que as forças pró-ocidentais chegaram ao poder na Ucrânia no início de 2014, situação que se agravou com a anexação russa da península da Crimeia, concretizada após um referendo fortemente contestado, e com o conflito com os separatistas pró-russos na região leste da Ucrânia.

Kiev e o Ocidente acusam a Rússia de armar os separatistas pró-russos e de ter enviado tropas regulares para a zona do conflito, o mais sangrento na Europa desde a guerra dos Balcãs na década de 1990.

Moscovo sempre rejeitou categoricamente qualquer implicação militar no conflito, mas o seu envolvimento na crise ucraniana fui punido com pesadas sanções económicas e uma degradação da relação com o Ocidente.

Lusa

  • "Há uma grande diferença em relação à anterior liderança do PSD"
    14:29

    País

    O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, esteve esta quarta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. As novas relações com o PSD e a reprogramação do Portugal 2020 foram alguns dos temas de conversa. Pedro Marques defende que existe "uma grande diferença" entre as lideranças de Passos Coelho e Rui Rio no PSD.

    Entrevista SIC Notícias

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.