sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika pode atravessar placenta durante a gestação

Cientistas brasileiros do Instituto Carlos Chagas, da Fiocruz, e da Pontifícia Universidade Católica Paraná (PUC-PR) confirmaram hoje que o vírus Zika consegue ultrapassar a placenta durante a gestação.

São Paulo, 20 jan (Lusa) - Cientistas brasileiros do Instituto Carlos Chagas, da Fiocruz, e da Pontifícia Universidade Católica Paraná (PUC-PR) confirmaram hoje que o vírus Zika consegue ultrapassar a placenta durante a gestação.

Desde o ano passado, especialistas brasileiros suspeitam que a infeção em mulheres grávidas está a provocar o aumento dos casos de microcefalia registados no país.

O estudo é revelador porque detetou o Zika na placenta de pacientes grávidas infetadas após a análise da amostra de uma gestante da região Nordeste, cujo feto deixou de se desenvolver dentro do útero no primeiro trimestre de gravidez.

"A paciente relatou sintomas clínicos que indicavam infeção pelo vírus Zika no início da gravidez e sofreu o aborto na oitava semana", explicou Cláudia Nunes Duarte dos Santos, virologista da Fiocruz.

A investigadora disse que embora ainda não seja possível relacionar esta descoberta com os casos de microcefalia e outras alterações congénitas, o resultado confirma de modo inequívoco a transmissão intrauterina do vírus.

Além do Brasil, o Zika circula na Colômbia, El Salvador, Guiana Francesa, Guatemala, Haiti, Honduras, Martinica, México, Panamá, Paraguai, Suriname, Venezuela e Porto Rico.

Na semana passada, o Governo norte-americano emitiu um alerta pedindo às mulheres grávidas que adiem viagens ao Brasil e a outros países onde o Zika foi detetado. Os Estados Unidos registaram o primeiro nascimento de um bebé com microcefalia que pode estar relacionado com o vírus.

O último balanço divulgado no dia 12 de janeiro pelo Ministério da Saúde do Brasil revelou 3.530 casos suspeitos de microcefalia no país. O boletim também confirmou a morte de dois recém-nascidos e dois abortos no Rio Grande do Norte.

As notificações de malformação estão distribuídas em 724 municípios de 21 estados brasileiros.

Pernambuco, tem o maior número de suspeitas (1.236), seguido da Paraíba (569), Baía (450), Ceará (192), Rio Grande do Norte (181), Sergipe (155), Alagoas (149), Mato Grosso (129) e Rio de Janeiro (122).

Lusa

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.