sicnot

Perfil

Vírus Zika

Vírus Zika

Vírus Zika

Porto Rico confirma primeiro caso de microcefalia do feto em grávida infetada com Zika

As autoridades sanitárias de Porto Rico confirmaram esta sexta-feira o primeiro caso de microcefalia do feto numa mulher infetada com Zika.

Maria de Lurdes, está grávida de nove meses e está a ser acompanhada no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), no Recife, Brasil. O país tem confirmados 404 casos de microcefalia e 3.670 suspeitos.

Maria de Lurdes, está grávida de nove meses e está a ser acompanhada no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (IMIP), no Recife, Brasil. O país tem confirmados 404 casos de microcefalia e 3.670 suspeitos.

© Ueslei Marcelino / Reuters

"Este caso entristece-nos e preocupa-nos porque destaca o risco de deteção de novos casos", afirmou o Centro de Controlo e Prevenção norte-americano, confirmando o diagnóstico.

O Centro de Controlo e Prevenção norte-americano realizou testes de laboratório que confirmaram o diagnóstico do Ministério da Saúde de Porto Rico.

A secretária da Saúde de Porto Rico, Ana Rius, referiu, em comunicado, que o caso de microcefalia foi diagnosticado com ultrassom.

O feto sofria de uma "microcefalia severa com calcificação no cérebro onde o vírus Zika estava presente", acrescentou.

A Organização Mundial de Saúde considerou, em fevereiro, o Zika como uma emergência médica global.

Em Porto Rico, onde já morreu uma pessoa devido ao vírus, foram registados, até agora, 925 casos de Zika, incluindo 18 em mulheres grávidas.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.