sicnot

Perfil

Avião desaparecido

Avião desaparecido

Voo MH370

Malásia vai procurar destroços do MH370 na costa de Moçambique e África Sul

A Malásia vai enviar uma equipa para procurar destroços do avião MH370 nas costas da África do Sul e de Moçambique, após a descoberta de três possíveis fragmentos na região, anunciou hoje o ministro malaio dos Transportes.

© Damir Sagolj / Reuters

Citado pelos media australianos e malaios, Liow Tiong Lai afirmou que os dois destroços encontrados em Moçambique são quase certamente do MH370, após análises feitas por especialistas que investigam o desaparecimento do voo da Malaysia Airlines.

O ministro explicou que as dimensões, materiais e construção de dois fragmentos descobertos na costa moçambicana são conformes com as de um Boeing 777, e acrescentou que a pintura e as marcas correspondem às da companhia aérea da Malásia.

Referiu-se ainda a um terceiro fragmento, que tem parte do símbolo da Rols Royce, fabricante dos motores da Boeing, e foi descoberto na costa sul-africana, e afirmou que uma equipa malaia seguirá para a África do Sul para recuperar essa peça e levá-la para a Austrália, país que lidera a investigação ao desaparecimento do MH370.

Perante as descobertas destes destroços, "é preciso pesquisar a costa sul-africana para encontrar mais fragmentos", disse Liow Tiong Lai, afirmando que a Malásia aguarda agora a aprovação das autoridades sul-africanas para enviar uma equipa para o terreno.

"A pesquisa da costa será feita por uma equipa malaia e focar-se-á entre a África do Sul e Moçambique", acrescentou.

O voo Kuala Lumpur-Pequim desapareceu a 08 de março de 2014, com 239 passageiros e tripulação a bordo.

As buscas concentram-se agora numa área subaquática de 25 mil quilómetros quadrados no Oceano Índico e os governos da Austrália, Malásia e China já garantiram que a área a investigar não será expandida na ausência de novas informações credíveis.

Até agora ainda não se descobriu onde o avião caiu e apenas parte de uma asa do Boeing 777 foi recuperada de uma praia no Oceano Índico, na Ilha da Reunião, tendo sido definitivamente ligada ao MH370.

Especialistas, incluindo da Austrália e da Boeing, têm examinado, juntamente com uma equipa malaia, os dois pedaços encontrados no início do mês em Moçambique.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.