sicnot

Perfil

Web Summit

"Lisboa é um caso de sucesso inesperado"

Entrevista na íntegra

"Lisboa é um caso de sucesso inesperado"

Paddy Cosgrave, o homem que criou a Web Summit, revela à SIC quais são as expectativas e porque trouxe o evento para a capital portuguesa.

Cofundador da Web Summit, que ocorre no início de novembro em Lisboa, Paddy Cosgrave, diz que foi altura de trazer o evento para Portugal porque a capital portuguesa ainda é uma cidade por descobrir, mas também devido aos incentivos do Governo.

A Web Summit foi lançada oficialmente esta quarta-feira em Lisboa com Cosgrave, o primeiro-ministro, António Costa, o ministro da Economia, Caldeira Cabral, e o secretário de Estado da Indústria, Joao Vasconcelos.

Na mesma cerimónia, foram anunciadas as 66 empresas portuguesas que vão estar entre as 15 mil que vão participar na Web Summit Lisbon. Vão representar Portugal junto de grandes empresas como o Facebook, Google, Coca-Cola e outras gigantes mundiais.

O maior evento de tecnologia e empreendedorismo da europa realiza-se pela primeira vez fora da Irlanda e a organização escolheu Lisboa para as próximas três edições, até 2018. Estarão na capital portuguesa 7 mil CEO das principais companhias mundiais, 2 mil jornalistas e 15 mil empresas. No evento de 4 dias, haverá troca de informações, reuniões de negócios, muitas palestras sobre os temas que dominam a internet e as empresas em começo de vida.

  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01