sicnot

Perfil

Web Summit

"Lisboa é um caso de sucesso inesperado"

Entrevista na íntegra

"Lisboa é um caso de sucesso inesperado"

Paddy Cosgrave, o homem que criou a Web Summit, revela à SIC quais são as expectativas e porque trouxe o evento para a capital portuguesa.

Cofundador da Web Summit, que ocorre no início de novembro em Lisboa, Paddy Cosgrave, diz que foi altura de trazer o evento para Portugal porque a capital portuguesa ainda é uma cidade por descobrir, mas também devido aos incentivos do Governo.

A Web Summit foi lançada oficialmente esta quarta-feira em Lisboa com Cosgrave, o primeiro-ministro, António Costa, o ministro da Economia, Caldeira Cabral, e o secretário de Estado da Indústria, Joao Vasconcelos.

Na mesma cerimónia, foram anunciadas as 66 empresas portuguesas que vão estar entre as 15 mil que vão participar na Web Summit Lisbon. Vão representar Portugal junto de grandes empresas como o Facebook, Google, Coca-Cola e outras gigantes mundiais.

O maior evento de tecnologia e empreendedorismo da europa realiza-se pela primeira vez fora da Irlanda e a organização escolheu Lisboa para as próximas três edições, até 2018. Estarão na capital portuguesa 7 mil CEO das principais companhias mundiais, 2 mil jornalistas e 15 mil empresas. No evento de 4 dias, haverá troca de informações, reuniões de negócios, muitas palestras sobre os temas que dominam a internet e as empresas em começo de vida.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15