sicnot

Perfil

Mundo

Filme inédito mostra John F. Kennedy poucas horas antes de ser assassinado

Foram divulgadas imagens inéditas, de um vídeo amador, que mostram o Presidente norte-americano John F. Kennedy a poucas horas de ser assassinado. O vídeo mostra o Presidente e a mulher a serem recebidos pela população à chegada ao aeroporto de Dallas.

No dia 22 de Novembro de 1963, William Warren, na altura um rapaz de 15 anos, tinha sido dispensado da escola para ver o Presidente ao vivo. Decidiu levar a câmara de filmar. Não sabia que as imagens iriam ser históricas.



O vídeo agora divulgado mostra o Presidente Kennedy sorridente, a poucas horas de ser assassinado. Atrás, segue a primeira-dama, Jacqueline Kennedy, que leva um ramo de rosas, oferecido pelas autoridades locais.



Estas são as melhores imagens conseguidas por um vídeo amador e alguma vez divulgadas sobre o assassinato de John F. Kennedy. Foram tornadas públicas esta segunda-feira, feriado nos Estados Unidos por ser o dia dos presidentes do país.



  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.